Saturday, October 31, 2009

SAGA RUBY in Lisbon 2009-10-31




Another Saga beauty leaving Lisbon following the farewell of SAGA ROSE on 27th October (see here).
This time I photographed the SAGA RUBY ex-VISTAFJORD outbound from Lisbon on 31 October looking very classic in the fantastic Saga Cruises livery...
She sailed for Vigo and a final encounter with fleet mate SAGA ROSE tomorrow in the Galicia portwhere both sister will dock together in a party mood as far as the conservative Saga style allows...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Friday, October 30, 2009

REFLEXÃO SOBRE OS NOSSOS PAQUETES


Porque razão os nossos belos paquetes do tipo 20 / 20 / 20 (cerca de 20.000 toneladas de arqueação bruta, 20 m de boca e 20 nós de velocidade), isto é os N/Ts INFANTE DOM HENRIQUE, PRÍNCIPE PERFEITO, SANTA MARIA e VERA CRUZ desapareceram há muito dos mares enquanto navios aparentemente semelhantes, da mesma geração, persistiram em navegar, transportar milhares de passageiros e durar cerca de 50 anos?
Fiz esta pergunta a mim próprio a bordo do SAGA ROSE na sua última escala em Lisboa a 27 de Outubro último.
Serão os portugueses incapazes de participar no negócio internacional de transporte marítimo?
Analisemos, por exemplo, os percursos do SAGAFJORD, actual SAGA ROSE e do nosso PRÍNCIPE PERFEITO, de dimensões semelhantes, apenas 4 anos mais antigo e que pertenceu à Companhia Nacional de Navegação, do Grupo CUF, empresa considerada mais dinâmica do que a sua rival Companhia Colonial de Navegação, armadora dos outros três navios portugueses referidos acima.
Para iniciar, duas grandes diferenças básicas:
1 - Armadores com culturas totalmente diversas, e uma distância de mentalidades e principalmente diferentes estádios de internacionalização, com a empresa portuguesa muito mais confortável a operar em mercados protegidos para o Ultramar;
2 - Diferentes tipos de propulsão, com o SAGAFJORD equipado com motores diesel Sulzer enquanto o PRÍNCIPE PERFEITO era um navio com turbinas a vapor, daí resultando muito maior consumo de combustível e maiores despesas operacionais, embora esta situação devesse ter sido minorada se, como aconteceu com o FUNCHAL, no caso do navio da CNN se tivesse procedido à sua remotorização com máquinas diesel.
A realidade é simples: o SAGAFJORD estava nas mãos de verdadeiros armadores que souberam investir no navio e acompanhar a evolução dos mercados em que este se inseria, acabando por o vender à Cunard em condições favoráveis. Já o PRÍNCIPE PERFEITO não teve a mesma sorte, a administração da CNN mostrou-se incapaz de acompanhar a transição dos mercados de linha regular para os cruzeiros, não investiu e vendeu-se o navio em 1976 por apenas 40 mil contos, sem quaisquer preocupações de fazer rentabilizar um investimento de 500 mil contos feito em 1961. Não se preservou o navio, perderam-se centenas de postos de trabalho e anulou-se uma boa oportunidade de entrada nos mercados de cruzeiros internacionais então emergentes.
Carregue aqui para mais informação sobre o PRÍNCIPE PERFEITO...
Fotos: Aspectos do paquete SAGA ROSE ex-SAGAFJORD de 1965
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Navios de Lisboa


Pormenor de uma das velas do navio de cruzeiros francês CLUB MED 2 atracado ao cais de Alcântara no dia 27 de Outubro de 2009.
Há quem queira para este local... um jardim camarário, sem ter a preocupação da menor operacionalidade do Porto de Lisboa, que muitas vezes já não dispõe de espaço suficiente para a atracação dos navios que nos visitam. Essa gente esquece que Lisboa é antes de mais uma Capital Portuária do Atlântico...
Uma Lisboa sem navios será um local mais triste e cinzento a lembrar as limitações das criaturas terráqueas que nos vão governando...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Fragata NRP D. FRANCISCO DE ALMEIDA

Fotografia da Fragata holandesa HNLMS VAN GALEN atracada a 28 de Outubro de 2009 na base naval de Den Helder a aguardar entrega à Marinha Portuguesa como futura Fragata NRP D. FRANCISCO DE ALMEIDA (F334).
Fotografia enviada por Hans Werdler, a quem agradeço o gesto.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Thursday, October 29, 2009

DIA DOS NAVIOS E DO MAR


Informo todos os Amigos, Utentes e Visitantes deste blogue fantástico que hoje, 29 de Outubro , é o DIA DOS NAVIOS E DO MAR.
Trata-se de uma data importante associada à origem remota deste blogue, há precisamente 53 anos.
A 29 de Outubro de 1956 o Porto de Lisboa apresentava o aspecto pacato da imagem, tendo-se registado a chegada de três navios de passageiros, o paquete português MOÇAMBIQUE, que regressou da África Oriental e Ocidental com escala no Funchal e desembarcou 534 passageiros, e o paquete argentino CORRIENTES, procedente dos portos da Argentina, Brasil e Las Palmas, que entrou no Tejo com 106 passageiros, dos quais 13 desembarcaram aqui, após o que saíu para Barcelona no mesmo dia. Ainda a 29 chegou a Lisboa o ÍNDIA, que foi carregar a Leixões.
Outros navios de passageiros em Lisboa nesse primeiro DIA DOS NAVIOS E DO MAR em 1956 foram os paquetes portugueses ALFREDO DA SILVA (em reparação desde 3-10-1956), LIMA (desde 18-10-1956), QUANZA (em reparação desde 26-08-1956) e RITA MARIA (desde 27-10-1956).
Nesse dia não consegui ir ver nem fotografar todos estes navios tão sugestivos por mero acaso: nasci nessa data remota de 29-10-1956 pelas 7h50, não muito longe do Tejo e dizem testemunhas oculares que berrei todo o santo dia, possivelmente indignado por não me levarem logo ao cais... A culpa foi da natureza pois demorei ainda meses até conseguir começar a exprimir vontades e gostos, mas garanto-vos que mal ganhei tal capacidade passei a ir ver todos os navios possíveis. E já foram alguns, pois para já são 53 anos a ver navios, uma vida bela...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

SHIPS AND THE SEA DAY


I am pleased to inform that today 29 October is the SHIPS AND THE SEA DAY, a special date since 53 years ago.
On 29 October 1956 the Port of Lisbon - my home port, I must say ,offered the quiet look we can observe in the B&W photo (see the adjoining post in Portuguese) and there were three passenger ship arrivals, the Portuguese mail ship MOÇAMBIQUE, returning from East and West Africa and Funchal with 534 passengers, the Argentine liner CORRIENTES, from South America and Las Palmas (with 106 passengers, including 13 for Lisbon), and the CNN Orient liner ÍNDIA, from Leixões.
Other passenger ships in Lisbon on that first SHIPS AND THE SEA DAY in 1956 were the Portuguese liners ALFREDO DA SILVA (undergoing repairs since 3-10-1956), LIMA (arrived on 18-10-1956), QUANZA (under repairs since 26-08-1956) and RITA MARIA (in port since 27-10-1956).
Fifty three years ago I was unable to go to the docks and photograph all the ships just because in fact I was born that very day (29-10-1956) at 7h50 AM, not very far from the river Tagus and the docks. People say I cried all day long, probably because nobody was able to take me to the docks at once, but in due time I have done so countless times and I say it is very good to have a life full of ships and the sea...
Photos caption: CLUB MED 2 leaving Lisbon on 27 October 2009
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, October 28, 2009

Outbound timeless beauty



SAGA ROSE farewell departure from Lisbon was a very special moment for any person interested in ships or simply someone with a keen interest on beautiful creatures.
SAGA ROSE sailed full of life and lights as an outbound timeless beauty. A very different ship from the brand new Norwegian flagship I used to see in the late nineteen sixties when operating long exclusive cruises from New York.
Forty years later she has reached the end of her cruising life after a long and happy career under three names but still shows the same allure from the more famous liners from the sixties. Let's hope her afterlife post-Saga Cruises will still preserve her dignity...
There are here two more photos taken on 27 October 2009 in Lisbon. I spent the day on the ship and took 1254 photos including her interiors, decks, the funnel and many other aspects of the timeless SAGA of 1965.
SAGA ROSE photos previously posted can be reviewed here...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Uma despedida e uma estreia



A história de um grande porto como é Lisboa no que toca à navegação de passageiros é feita principalmente pelos próprios protagonistas, isto é, os paquetes.
Ontem foi um dia histórico, com a despedida do SAGA ROSE na última escala no Tejo, e a estreia absoluta do MELODY ex-ATLANTIC na primeira visita a Lisboa desde que foi construído.
Dois paquetes muito diferentes, ambos construídos em França para exportação.
O SAGA ROSE esteve entre nós inúmeras vezes desde que entrou ao serviço da Norwegian American Line em 1965 com o nome SAGAFJORD e chama-se SAGA ROSE desde 1997. Apesar de muito popular, vai ser retirado a 6 de Dezembro próximo por duas razões que se fundem numa: as novas normas SOLAS 2010 e a idade do navio - 44 anos a navegar.
O MELODY é a unidade mais antiga da MSC Cruises mas nunca nos tinha visitado. Encontra-se à venda e seguiu para o Brasil para uma série de cruzeiros a partir de Santos.
Imagens: SAGA ROSE a sair de Lisboa pela última vez pelas 18h10 de 27 de Outubro de 2009 e MELODY a entrar em Lisboa na manhã do mesmo dia, saudado pelo navio de passageiros português TRAFARIA PRAIA
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Fragata NRP CORTE REAL



Fragata NRP CORTE REAL largando do Tejo na tarde de 27-10-2009 para uma visita a Leixões.
Obrigado ao Amigo que alertou para este movimento...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

BACAMARTE de saída do Tejo



Absorvido a fazer a despedida fotográfica de um velho amigo de 43 anos, de repente olhei para o rio e vi a Lancha de Desembarque Grande (LDG) BACAMARTE da classe BOMBARDA a descer o Tejo rumo à barra, ontem dia 27 de Outubro de 2009, pelo que aqui estou a partilhar imagens com os interessados...
Um pequeno navio, construído em 1985 e actual único sobrevivente da sua classe. Classe especificamente Grande, para diferenciar das muitas LDMs e LDPs que equiparam a nossa Marinha nos tempos da guerra de África. Saiba mais sobre este navio aqui.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Monday, October 26, 2009

N/T SACOR II


Navio-tanque SACOR II atracado à doca de Alcântara a 22 de Outubro de 2008 durante o aprestamento, antes de ter sido rebocado para Setúbal, onde vai ser terminada a construção pela Lisnave.
O primeiro SACOR (1961-1982) foi construído pela antecessora da Lisnave, a Navalis, no estaleiro da Rocha do Conde de Óbidos, em Lisboa.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

GALP RIO no rio Tejo


Imagem do GALP RIO atracado a Porto Brandão a 8 de Novembro de 2008, na fase final da sua vida activa com as cores da Sacor. A 31 de Dezembro de 2008 caducaram os certificados desta unidade que se encontra imobilizada no Olho de Boi a aguardar destino. Foi substituído no serviço de bancas à navegação no Tejo pelo navio-tanque sueco ONYX, afretado enquanto não fica pronto o SACOR II, em aprestamento na Lisnave em Setúbal.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

BELÉM JUNTO AO TEJO


Imagem sem data de um trecho da margem norte do Tejo junto a Belém e ao Bom Sucesso, vendo-se fundeados o vapor CTE. PEDRO RODRIGUES, dos Pilotos de Lisboa, e um lugre bacalhoeiro. A fotografia deve ter sido tirada no final dos anos 1940, reparem que não há Padrão dos Descobrimentos, mas os principais edifícios da EXPO de 1940 ainda se encontram de pé onde hoje está o CCB...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Porta-contentores VELAZQUEZ


O VELAZQUEZ em manobra de chegada a Lisboa a 18 de Março de 2009, com uma luz parecida com a de hoje, mas a prometer um Verão que entretanto já se foi...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

MAXIM GORKIY 25 May 2008


It was MAXIM GORKIY's last call in Lisbon but nobody knew it yet, so there was no farewell. It was on 25 May 2008 and the former flagship of the URSS and German merchant fleets docked at Alcântara...
Meanwhile we have updated our HAMBURG / MAXIM GORKIY blog here...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

GONE


She is gone, the MAXIM GORKIY does not exists any longer, her former beauty turned into scrap at Alang, India...
Here we can see her funnel on 20 September 2008, about to sail from Bremerhaven on her final cruise to Norway.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Saturday, October 24, 2009

CALA PAGURO e ONYX em Alcântara


O porto de Lisboa nunca é igual, muda a luz, mudam os navios e ultimamente muda o próprio porto em ritmo avançado... Imagem registada a 19 de Outubro de 2009 mostrando o porta-contentores CALA PAGURO atracado à Liscont com o ONYX de braço dado em operação de abastecimento de combustível.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

CONTRASTE


Belo contraste entre a tradição e a modernidade se se vai desenvolvendo entre nós apesar de todas as contingências. A cidade pombalina versus o terminal fluvial de Cais do Sodré, reforçado pelos dois cacilheiros, o EBORENSE, que desde 1954 se repete em travessias infindáveis entre as margens e o catamaran SÉ, mais moderno, azul e futurista de linhas, casco de alumínio, propulsão por jacto de água, mais velocidade...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Friday, October 23, 2009

À ESPERA DE DOM SEBASTIÃO


No discurso de flutuação do navio-tanque ROCAS em Viana do Castelo, no ano de 1964, o presidente da SACOR referiu o Sol português incarnado em duas personagens sagradas que trabalhavam dia e noite, uma em S. Bento, a outra em Belém, a Bem da Nação.
Tão grandes esforços e dedicação não expurgaram a Pátria de dificuldades várias e hoje há quem continue a aguardar a chegada de Dom Sebastião.
Ainda na semana passada fotografei o Tejo envolto em misteriosa neblina, mas sem a sorte de registar esse ansiado momento regenerador.
Mesmo sem Dom Sebastião vamos ter a partir de segunda-feira novo Governo, o XVIII "constitucional" desta nossa terceira república. Para além de muitas outras áreas, estão em aberto os assuntos do MAR, que nos últimos anos entraram no léxico do politiquês correcto sem no entanto se ir além da rebentação da praia. Há que tratar o MAR e a MARINHA com dignidade acrescida, mas olhando para o novo governo, o Mar já foi despromovido por ausência. Será que se vai manter numa pequena prateleira do MINISTÉRIO DA DEFESA, ou é desta que segue o rumo das pescas, é metido no MINISTÉRIO DA AGRICULTURA e depois com o futuro SIMPLEX 2010 se evapora, ao mesmo tempo que se procede à demolição da Escola Náutica para aí se edificar um anexo da Fundação Champalimaud?
Para já fica o benefício da dúvida face aos novos cavalheiros e votos de muitos sucessos...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, October 21, 2009

OPERAÇÕES 2010 DA PULL MANTUR EM LISBOA


A Pullmantur vai continuar a operar a partir de Lisboa em 2010, com os paquetes EMPRESS a PACIFIC DREAM a fazerem 23 de 7 dias- entre Abril e Novembro. Os navios SOVEREIGN e ZENITH vão também efectuar 5 escalas em Lisboa.
Em 2010 a Pullmantur não vai efectuar as escalas regulares no Funchal que tiveram grande importância a nível local para esbater a sazonalidade de escalas no período de Verão optando por Málaga onde embarcam os passageiros espanhóis . O itinerário inclui Gibraltar, Casablanca, Agadir e Lanzarote.
Na fotografia, o ZENITH atracado em Lisboa a 16 de Outubro de 2009.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Tuesday, October 20, 2009

PULLMANTUR cruise ships in Lisbon


Pullmantur is going to continue operating cruises from Lisbon in 2010 with EMPRESS and PACIFIC DREAM doing 23 7-day cruises between April and November. SOVEREIGN and ZENITH will also do another 5 calls in Lisbon.
In 2010 Pullmantur has dropped the call in Funchal, Madeira Island going to Malaga instead where Spanish passengers will embark. Other ports of call include Gibraltar, Casablanca, Agadir and Lanzarote.
In the photograph, the ZENITH alongside Lisbon on 16 October 2009.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

CRUZEIROS NO BRASIL

Recordações e realidade
Texto atualizado em 13 de Outubro de 2009 -

por Laire José Giraud *

Não consigo esquecer daquele que teria sido o meu primeiro cruzeiro marítimo e que por motivo de grande cansaço perdi o embarque. Explicando melhor o que aconteceu: em julho de 1987, na companhia de minha esposa e de meus dois filhos, fizemos uma bela excursão de 12 dias a Orlando (a capital mundial do divertimento) e a Miami (a capital mundial dos cruzeiros marítimos) com tudo que tínhamos direito, como Disneyworld, Seaworld, Epcotcenter, Church Street e ainda uma esticada até Tampa, onde visitamos o famoso Busch Garden. Foi tudo divertido e maravilhoso, mas extremamente cansativo, devido às variedades de entretenimentos.


O belíssimo Costa Magica, que vem na sua teceira temporada na
costa brasileira. Construído em 2004, mede 272,10 m. de comprimento, desloca 102.857 toneladas. Sua capacidade é para 3.400 hóspedes.
Acervo: L. J. Giraud.


Depois de nove dias inesquecíveis fomos para Miami. Ao chegarmos no Hotel Everglades, nos foi oferecido um cruzeiro marítimo de um dia, cujo destino era Freeport, Bahamas, a bordo do Carnivale (o “Fun Ship”) da Carnival Cruises, cuja saída teria sido num domingo. Para encurtar a história, tínhamos que nos levantar às 5h15 (da manhã), visto que teríamos que fazer o check-in e o navio partiria às 8 horas. Não conseguimos nos levantar pelo motivo exposto e acabamos perdendo o cruzeiro. Deixamos de conhecer a famosa Bahamas e não tivemos a devolução do valor gasto nas passagens.

Com isso, quero dizer que naquela época a grande maioria dos transatlânticos de cruzeiros eram ex-navios de passageiros, sobreviventes das batalhas travadas com os aviões. Esses navios para não irem para a sucata sofreram conversões nos espaços internos para atender o turismo de lazer. Um exemplo disso: os navios Argentina e Brasil (construídos em 1958) da Moore-McCormack Lines, que em 1972 foram vendidos para a Holland America Line, e passaram a ser Veendam e Voledam. Posteriormente foram vendidos e receberam outros nomes. Um outro exemplo é o caso do britânico Andes, do português Funchal, que muito sucesso fez por aqui, do holandês Rotterdam que depois passou a ser o Rembrandt, entres muitos outros.


O antigo Carnivale da Carnival Cruises, era um dos navios que no
passado fazia a linha linha Liverpool/Montreal, subindo o Rio São
Lourenço no Canadá. Pertencia à Canadian Pacific e foi construído
em 1956. Ver início do artigo. Acervo: L. J. Giraud.

No Brasil, a atividade de cruzeiros era limitada a poucos felizardos, em razão de mal conhecermos dessa modalidade de lazer, além caros em comparação aos preços de hoje em dia.

Para termos uma idéia, nos anos 60 eram poucos os navios empregados nesse setor do turismo. Eis alguns: Cabo San Vicente e Cabo San Roque da Ybarra y Cia, e os nacionais Rosa da Fonseca, Anna Nery, Princesa Isabel e Princesa Leopoldina. A partir de 1969 chegou o italiano Andrea C. Nos anos seguintes vieram Franca C, Itália C, Enrico C, Danae. O Eugenio C entrou depois nesse mundo maravilhoso, e mudou de nome, Eugenio Costa.

Realidade
Na década de 1990, os navios participantes de cruzeiros pela costa brasileira eram antigos, ficando os especialmente construídos para cruzeiros, no mercado mais atraente, o estadunidense e europeu.


O transatlântico Enrico C, que passou a ser o Enrico Costa, foi
anteriormente o navio de passageiros francês Provence (1951), que
nos anos dourados fez muito sucesso. Acervo: L. J. Giraud.

Mas graças aos antigos e abnegados transatlânticos, Santos chegou ao honroso patamar em que se encontra. Os dados são surpreendentes, na temporada de 2009/2010, serão 279 escalas de 20 navios (5 em trânsito) de dez armadoras, nos 162 dias da temporada que vai do próximo 23 de outubro até 3 de maio/2010. O primeiro a chegar será o MSC Lírica. – Tudo isso transformou Santos na capital dos cruzeiros marítimos do Brasil, quiçá da América do Sul. Pasme, serão mais de 820 mil cruzeiristas que passarão pelo Terminal de Passageiros do Porto de Santos.

Os principais navios da temporada, que farão da Cidade o seu porto-base, são os seguintes:

MSC: Opera, Musica, Lírica e Orchestra;
Costa Cruzeiros: Concordia, Magica e Victoria;
Royal Caribbean: Splendour of the Seas e Vision of the Seas;
CVC: Zenith, Soberano e Imperatriz.
Ibero: Grand Voyager, Grand Celebration e Grand Mistral
Em trânsito: Silver Cloud, Star Prince, Insignia, Corinthian II e Veendam (não confundir com o antigo).


O Rotterdam da Holland America Line, foi o primeiro navio a
dispensar as chaminés convencionais, utilizando dois tubilhões, cujo
estilo foi seguido pelo Canberra e Eugenio Costa. Posteriormente veio
a ser o famoso Rembrandt da Premier Cruzeiros, que fez duas
temporadas brasileiras de 1997 a 1999. Fez muito sucesso na linha da América do Sul. Acervo: L.J. Giraud

Isso vem provar que fomos reconhecidos, e consequentemente contemplados com belos e modernos transatlânticos.

Neste artigo, recordamos, por meio das imagens, antigos navios de passageiros utilizados em viagens de cruzeiros no passado recente.

Que venha logo a temporada de 2009/2010, para ser dado o início do grande desfile de cruzeiros acompanhado do show de apitos! Sem dúvidas, uma das grandes atrações da cidade de Santos.


O belo Monterey, em 1996, passando pela Ponta da Praia, em Santos.
Foto: José Carlos Rossini.


O nosso velho amigo Funchal, atracado o Porto de Santos em 1996.
Ao fundo, o conhecido Monte Serrat, onde fica situada a capela da
Igreja da Nossa Senhora do Monte Serrat, Padroeira da Cidade de
Santos. Foto: Edson Lucas.


* Laire José Giraud é despachante aduaneiro, colecionador de cartões-postais da Cidade e de transatlânticos antigos. Colaborador da Revista de Marinha de Portugal. Publicou cinco livros, como autor e co-autor, sobre temas da Santos antiga.


FUNCHAL laid up at Trafaria


The Portuguese cruise ship FUNCHAL returned to the Tagus river on 20 October 2009 for lay up and repairs after a short period of lay up at Portimão, Algarve where she arrived on 9 October.
FUNCHAL ended her program of summer cruises out of Lisbon on 5 October and sailed for Algarve on 8 October. Now she is back and will berth at the grain bulk terminal of SILOPOR at Trafaria, a fishing village on the South bank of the river Tagus in front of Lisbon. Following SOLAS 2010 related refiting work she returne to cruise service on 26 March 2010 from Lisbon.
Photograph of FUNCHAL taken at Patmos on 4 September 2009, on a 16-day Mediterranean cruise from Lisbon.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

FUNCHAL na Trafaria


O paquete FUNCHAL está de volta ao Tejo depois de uma curta imobilização em Portimão, de 9 a 19 de Outubro.
O navio entrou a barra do Tejo pelas 10h46 e vai ficar atracado na Trafaria a um dos cais do terminal cerealífero da SILOPOR para imobilização comercial e técnica. Está previsto o FUNCHAL permanecer em Lisboa até 26 de Março de 2010, data em que deverá retomar a actividade de cruzeiros internacionais em que é apreciado como navio clássico.
Fotografia do FUNCHAL fundeado em Mikonos no passado dia 4 de Setembro de 2009.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia