Friday, August 31, 2012

PORT OF LISBON DAILY PHOTO

Grandes investimentos de modernização ou recuperação de infraestruturas efectuados nos anos mais recentes no Porto de Lisboa têm resultado visualmente em mudanças significativas da paisagem marítima de Lisboa. É o caso do Jardim do Tabaco, com o aterro da velha doca e reconstrução do cais para serviço de navios de cruzeiros. Está prevista para este local a construção de uma estação marítima e do prolongamento do novo cais em mais 140 metros para jusante a alinhar com o molhe nascente da Doca da Marinha, por forma a permitir futuramente a atracação de mais um navio de passageiros. Imagem do OCEAN PRINCESS no dia 29 de Agosto último.
The Port of Lisbon Authority has been spending huge amounts of money to upgrade the port facilities, including the Santa Apolónia and Jardim do Tabaco new berths intended mainly for cruise ships. A new terminal building will be built here. Cruise ship OCEAN PRINCESS at the Jardim do Tabaco cruise terminal on 29 August 2012.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Thursday, August 30, 2012

ARPÃO em Kiel

Submarino português NRP ARPÃO fotografado por Trevor Jones a sair de Kiel, Alemanha, no dia 2 de Agosto de 2012.
Texto de /Text copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

COSTA DELIZIOSA leaving Lisbon

COSTA DELIZIOSA visited Lisbon again on 29 August 2012 on her Europe positioning cruise back to the Med and I did some photographs at Santa Apolónia when the ship left the cruise terminal.
Inaugurated in 2010, the COSTA DELIZIOSA is the sistership of the 2009-built COSTA LUMINOSA, both ships have 92.720 GT and capacity for 2.826 Pax. 
DELIZIOSA and LUMINOSA are the Costa version of the Vista-class cruise ships built for several Carnival Group companies including P&O (ARCADIA), Cunard (QUEEN VICTORIA and QUEEN ELIZABETH and Holland America).





Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

OCEAN PRINCESS in Lisbon

The cruise ship OCEAN PRINCESS visited Lisbon again on 29 August 2012 and berthed at the Jardim do Tabaco cruise terminal in downtown Lisbon, just in front of the Alfama quarters.
One of the former Renaissance Cruises final eight sisters, the OCEAN PRINCESS is a small ship by today's standards, and a very attractive one.
Princess Cruises is one of the mainstream cruise companies that does not call in Lisbon very often, although our port is a must for most cruise lines and cruise passengers or "guests"...








Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Port of Lisbon Daily Photo

Terminal de cruzeiros do Jardim do Tabaco em dia de São Vapor, com o navio inglês OCEAN PRINCESS atracado, na tarde de 29 de Agosto de 2012.
Com o fecho da antiga doca e a reconstrução do velho cais, o Jardim do Tabaco ganhou nova vida marítima depois de alguns anos inactivo devido a obsolescência das instalações portuárias. E que bonito é ver os navios mesmo ali ao lado do Terreiro do Paço...
Jardim do Tabaco cruise terminal (the western part of the Santa Apolónia terminal to be more correct) with the OCEAN PRINCESS alongside on 29 August 2012.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Tuesday, August 28, 2012

MESTRE JANOTA rumo à Colômbia

O Grupo ETE está a iniciar uma nova fase de internacionalização. A aposta é a Colômbia, um novo mercado de elevado potencial e com grande ritmo de crescimento.
No passado dia 26 de Agosto de 2012 a empresa embarcou no navio TERN a grua Mestre Janota, o rebocador TRITON e um batelão, que irão operar, com registo colombiano, em operações, a efectuar no país pela própria ETE, de carga de carvão no porto de Santa Marta, na Colômbia. Para além da grua - totalmente recuperada pela ETE, com capacidade para operar 12.000 toneladas dia.
A operação decorreu em pleno rio Tejo, no Mar da Palha, tendo o n/m TERN sido submergido parcialmente para nele serem colocadas as embarcações auxiliares da ETE, realizando-se posteriormente a operação inversa para levantamento da carga e preparar o navio para a viagem de 12 a 15 dias até ao porto colombiano.
Esta operação decorre de um contrato firmado entre a ETE, a brasileira Vale e a norte- americana Goldman Sachs, que conduzirá à expansão dos serviços marítimo-portuários da empresa portuguesa neste país sul-americano. Este acordo permitirá que, à partida, a ETE venha a assegurar uma faturação de cerca de 50 milhões de dólares durante os próximos cinco anos.
Este negócio foi ganho pelo grupo ETE “não pelo preço, mas pelas garantias de fiabilidade da operação, o que nos deixa bastante satisfeitos. Vamos aproveitar esta oportunidade que surgiu na Colômbia para o desenvolvimento de novos negócios, nomeadamente na área do transporte fluvial e operações portuárias”, referiu Luís Figueiredo, membro do Conselho de Administração do Grupo, durante a operação de embarque da grua, anunciando que numa aposta de crescimento neste apetecível mercado foi criada neste mês de Agosto a ETE Colômbia.

AIDAAURA no Tejo

O navio de passageiros de bandeira italiana AIDAAURA fotografado à chegada a Lisboa no passado dia 22 de Agosto de 2012.
The Italian flag passenger ship AIDAAURA photographed at Lisbon on 22 August 2012.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Sunday, August 26, 2012

Port of Lisbon Daily Photo

Peça de artilharia naval dos tempos do Programa Magalhães Corrêa do Estado Novo exposta à entrada da Base Naval de Lisboa e do Arsenal do Alfeite, na margem sul do Tejo, um dos locais mais bonitos e bem tratados do Porto de Lisboa, apesar do acesso restrito devido à natureza militar das infraestruturas.
Naval gun from the 1930s at the entrance to the Lisbon Naval Base and the Alfeite Dockyard, on the south bank of the river Tagus, one of the more interesting places in the Port of Lisbon.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

INTERESSE NACIONAL EM "Lay up"

Continua o folhetim triste associado aos navios de passageiros das carreiras inter-ilhas nos Açores, tendo como protagonistas as empresas estatais Atlântico Line e Estaleiros Navais de Viana do Castelo, os navios ATLÂNTIDA e ANTICICLONE, e os afretamentos de ferries gregos. Última notícia da Lusa sobre o assunto:
"A Atlânticoline manifestou "estranheza" pela proposta dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) relativamente ao navio ATLÂNTIDA, recordando que a "única questão" em aberto entre as duas empresas é uma dívida de 7 milhões de euros dos estaleiros nortenhos.
Numa carta enviada ao presidente dos ENVC, a que a Lusa teve acesso, a empresa açoriana que assegura o transporte marítimo de passageiros e viaturas entre as ilhas do arquipélago, recorda que já manifestou "por diversas vezes" a sua posição relativamente ao ATLÂNTIDA.
"Para a Atlânticoline, a única questão que está em aberto é o incumprimento pelos ENVC da divida vencida no valor de 7 ME, a que acrescem os juros de mora, na sequência do acordo de rescisão homologado por sentença do Tribunal Arbitral", refere o documento.
Nesta carta, a administração da Atlânticoline considera ser "do interesse de ambas as entidades, bem como do interesse público nacional, sobretudo agora que decorre o processo de reprivatização do capital social dos ENVC, evitar que o pagamento dessa dívida seja exigido por recurso aos meios judiciais".
A posição da Atlânticoline surge na sequência da proposta apresentada pelos ENVC para a cedência temporária do Atlântida aos Açores por valores inferiores aos do concurso internacional aberto para o fretamento dos dois navios que vão assegurar o transporte inter-ilhas nas operações de 2013 e 2014, com opção para 2015.
Na proposta, os ENVC invocam o "interesse público nacional" para defender a aceitação da proposta apresentada à Atlânticoline, empresa que, por várias vezes, manifestou publicamente o seu desinteresse relativamente ao navio.
O Atlântida foi encomendado pelo Governo dos Açores aos ENVC, mas acabou por ser rejeitado em meados de 2009 por não cumprir os requisitos contratuais.
O relatório dos testes de mar efectuados ao Atlântida pela empresa Germanischer Lloyd, divulgado pela Lusa em Outubro de 2011, indica que o navio apenas atingiu uma velocidade de 16,5 nós a 85 por cento da potência dos motores, quando o contrato exigia 19 nós.
O documento, denominado 'Ship Speed and Power Measuremenst on M. V. ATLÂNTIDA ', com o número NB-EE 2009.048 B, indica que o  ATLÂNTIDA atingiu uma velocidade máxima de 17,78 nós quando usava 110 por cento da potência dos seus dois motores.
O contrato entre os ENVC e o Governo dos Açores exigia uma velocidade de 19 nós a 85 por cento da potência dos motores, admitindo que o navio poderia ser aceite se atingisse uma velocidade entre 18 e 19 nós, definindo para o caso cláusulas indemnizatórias.
No final de 2009, as duas partes chegaram a um acordo, nos termos do qual os ENVC pagariam 40 ME e ficavam com o  ATLÂNTIDA e com o ANTICICLONE, também encomendado pelo Governo dos Açores, mas cuja construção ainda estava numa fase inicial.
A dívida de 7 ME reclamada pela Atlânticoline resulta deste acordo."
No estaleiro do Alfeite, um navio de passageiros novo, concebido à medida para operar nos Açores continua a sua imobilização prolongada. No final são os contribuintes do nosso belo Portugal falido e com a independência suspensa pelos credores a pagar esta e todas as outras facturas. Interesse Nacional? Em lay up no cais do Alfeite, pintado de azul e branco, rejeitado e incómodo. 
Texto da agência Lusa comentado por LMC e imagens /Text by Agência Lusa with comments by LMC and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Saturday, August 25, 2012

Postais de Navios - Post cards of ships

Acrescentámos mais alguns postais originais de navios de passageiros ao nosso site POSTAIS DE NAVIOS - POST CARDS OF SHIPS, que pode ser visitado aqui.
We have added several new vintage post cards of passenger ships to our site. Check here...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Largada do SILVER CLOUD

Navio de cruzeiros SILVER CLOUD a sair de Lisboa pouco depois do meio dia de 22 de Agosto de 2012 após ter passado a noite atracado a Santa Apolónia. Construído em Itália, o SILVER CLOUD foi o primeiro navio da Silversea Cruises, introduzido no segmento de luxo do mercado de cruzeiros em 1994, com 16.927 GT e capacidade para apenas 296 passageiros. Irmão gémeo: SILVER WIND (17.237 GT / 1995). 


SILVER CLOUD photographed underway in Lisbon at noon on 22 August 2012 at the end of an overnight call. She was one of six cruise ships in port that day. SILVER CLOUD was built in Italy as Silversea Cruises first ship, introduced in 1994 as a 16.927 GT ship with capacity for 296 pax. 
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Dia de São Vapor no Tejo

22 de Agosto de 2012 foi dia de São Vapor no Tejo tal o movimento de navios de passageiros em cruzeiro de visita a Lisboa, com muitos turistas. Ao amanhecer entraram o RYNDAM e o INDEPENDENCE of the Seas que se juntaram ao SILVER CLOUD, chegado de véspera para se cruzar com o AIDAAURA ao largar pouco depois do meio-dia.


Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

PRÍNCIPE PERFEITO no Tejo

Contrastando com o gigante da Royal Caribbean, o lugre português PRÍNCIPE PERFEITO desliza nas águas do Tejo em mais um cruzeiro panorâmico frente a Lisboa. Fotografias tiradas a 22 de Agosto de 2012, um dia de porto cheio de navios de cruzeiros...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Friday, August 24, 2012

SETE MARES DE CASCAIS

O navio de cruzeiros SEVEN SEAS MARINER fez a sua primeira escala em Cascais no passado dia 22 de Agosto de 2012, no âmbito da campanha de angariação de turístas de cruzeiros promovida pela Câmara de Cascais e pelo centro de empreendedorismo turístico King's Coast.
O navio chegou, procedente do Funchal, lançou ferro, meteu as lanchas na água e lá emprestou os seus 600 passageiros que, espera-se de declarações oficiais, terão gasto cada um €60,00 para ajudar a revitalizar o comércio local. 
Cascais e a sua magnífica Baía têm muitas tradições na guarida e passagem de navios, muitos dos quais aí fundeiam como ante-porto de Lisboa. Proporcionar a possibilidade de os navios de cruzeiros fazerem as suas escalas, aumentando a oferta em águas portuguesas é seguir o que há muito se faz noutros países, alguns com bastante sucesso, caso de Villefranche, sempre com um ou dois grandes paquetes amarrados às bóias, com as vedetas locais a transportarem os muitos turístas desejosos de gastarem umas notinhas no Casino do Mónaco, mesmo ali ao lado. 
Penso que tudo isto deveria ser visto numa estratégia de conjunto. Os cruzeiros em Portugal deviam ser promovidos exteriormente por uma entidade única. O mercado está a crescer, os navios procuram diversificar escalas dando novas experiências aos passageiros repetentes e nessa perspectiva Cascais faz todo o sentido, como pode fazer Sesimbra ou começou por fazer na década de 1960 Lagos, onde a Holland America começou a fundear em águas algarvias, antes de se descobrir a Praia da Rocha e depois Portimão. As possibilidades são imensas, porque não fundear os navios de cruzeiro em Peniche, antigo porto de escala dos vapores da carreira Lisboa-Porto, ou na Nazaré, onde se podia oferecer excursões a Alcobaça, Caldas, Pinhal de Leiria, com passagem no regresso pela loja de porcelanas de seguna escolha da SPAL?
O SEVEN SEAS MARINER esteve bonito lá ao fundo na Baía, quanto a mim muito distante do posto de desembarque na Marina. Acho que deveria ser considerado um fundeadouro mais próximo da Marina, diminuindo o tempo de trânsito das lanchas e compondo melhor a paisagem e os navios.  
Apesar do anúncio oficial de primeira escala de navio de cruzeiros, o SEVEN SEAS MARINER não foi o primeiro navio a trazer turístas a Cascais. Já lá esteve um dos paquetes da Crystal e creio que um yacht cruiser mais pequeno, da SeaDream.
Perto das 17 horas o nosso MARINHEIRO DOS SETE MARES lá levantou ferro e iniciou o trânsito para Lisboa, uma das suas viagens mais curtas de sempre, atracando pelas 19H00 à Estação Marítima da Rocha, onde uma fila de taxistas esperava os milionários, com semblante receoso, não fossem os Cámones ter gasto o dinheirinho todo na Costa do Rei. Venho muitos navios...
Fotograias e reportagem de L. M. Correia em Cascais.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Pulguedo aquático

Apesar da crise que sempre vai matando mais os sonhos de uns do que de outros, há alturas em que intrépidos cavaleiros do mar e rio montam suas pulgas motorizadas e sulcam a paisagem marítima como se pudessem guiar na estrada sem respeitar o Código ou ser apanhado pelas Polícias e caçadores de multas. Estes tipos saltam, pulam e coçam as ondas a grande velocidade proporcional ao ruído das suas embarcações de plástico numa visão de verdadeira aventura neoliberal pela certa. E ainda por cima atrapalham a navegação, aos pinotes no canal da Barra Grande, forçando por vezes os navios a apitarem. E claro, colam-se aos paquetes, talvez a pedir uma moeda aos milionários dos cruzeiros e entretanto irritam o LMC e estragam as fotografias. Bem mais interessante seria ver estes heróis desregulados a promover a vela tradicional e a encher o Tejo de canoas, faluas, catraios. Até podiam ter uns motorzinhos auxiliares. Nunca saberão o que é deslizar à vela nesses cascos coloridos com assinaturas fenícias. Haja paciência. 
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Port of Lisbon Daily Photo

Lisboa, o seu porto e os navios são parte indissociável da alma da nossa cidade que deve ao Tejo muito do que tem de melhor há mais tempo. Não consigo imaginar a minha Lisboa sem navios, apesar de muito boa gente ser capaz de o fazer infelizmente.
Ships and the port are part of Lisbon, a great atlantic city made of timeless maritime traditions...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Thursday, August 23, 2012

Port of Lisbon Daily Photo

O Porto de Lisboa, para além da vertente comercial é um grande porto de recreio apesar de em Portugal a Marinha de Recreio não ter a dimensão que seria de esperar tendo em consideração as nossas tradições de grandes marinheiros. Na fronteira do porto com o Atlântico, dois veleiros de cruzeiro enquadram-se com o Farol do Bugio e pela proa fica o mar largo...
The Port of Lisbon is probably the largest natural harbour on the Western European coast, and it is not only a great commercial port, it is also a magnificent port for yachting ans nautical sports...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, August 22, 2012

PORT OF LISBON DAILY PHOTO

Um dos mais aprazíveis locais do Porto de Lisboa é o lugar do Alfeite, em tempos uma das "sete quintas" do Rei D. Carlos e desde 1939 localização da Base Naval de Lisboa e do Arsenal do Alfeite. Nesta imagem de Agosto de 2012 pode ver-se o navio de passageiros ATLÂNTIDA atracado a uma das pontes-cais do Arsenal e o navio abastecedor de esquadra BÉRRIO na BNL.
In the south bank of the river Tagus, the Lisbon Naval Base and the Portuguese Navy Dockyard have their premises at Alfeite, once one of the seven royal properties of king Carlos I. It is one of the most beautiful places in the Port of Lisbon.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Tuesday, August 21, 2012

SEVEN SEAS MARINER rumo a Cascais

O navio de cruzeiros SEVEN SEAS MARINER fará amanhã, dia 22 de Agosto a primeira escala na Baía de Cascais acrescentando-se assim mais um destino de cruzeiros ao conjunto de portos portugueses. O SEVEN SEAS MARINER vai fundear às 06H00 e larga para Lisboa a meio da tarde.
Em Lisboa o SEVEN SEAS MARINER atraca ao cais da Rocha e muda de passageiros, concluindo um cruzeiro e dando início ao seguinte.
Mais informação aqui.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Seis navios de cruzeiros no Tejo a 22 de Agosto

O porto de Lisboa apresenta cais cheios de navios de cruzeiros amanhã, dia 22 de Agosto de 2012: em Alcântara vai atracar o INDEPENDENCE OF THE SEAS, o maior de todos com 336 metros de comprimento e 4000 passageiros. Em Santa Apolónia e Jardim do Tabaco está já atracado o SILVER CLOUD, que chegou esta manhã e larga amanhã pelo meio-dia, o AIDAAURA, o BALMORAL e o RYNDAM, enquanto na Rocha atraca de tarde o SEVEN SEAS MARINER, que só sai a 23. No total estarão em Lisboa mais de 8.000 passageiros. Quem quiser mais navios, pode sempre acrescentar à lista o FUNCHAL, na Matinha, e os cacilheiros, que são a versão fluvial do nosso fado de alma e coração marinheiro...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia