Tuesday, March 23, 2010

GARE MARÍTIMA DA ROCHA


Duas imagens da Gare Marítima da Rocha do Conde de Óbidos, a segunda das Estações Marítimas de Lisboa construídas segundo o plano de obras públicas do Estado Novo e projecto do arquitecto Porfírio Pardal Monteiro.
Foi inaugurada em 1948 e além da navegação estrangeira, que ainda serve, era utilizada principalmente para embarques e desembarques dos paquetes da Companhia Colonial de Navegação e Empresa Insulana de Navegação. Serviu também de cenário aos transportes de tropas para o Ultramar.
Ao que consta a sua operacionalidade vai ser sacrificada à expansão do Terminal de Contentores adjacente, obrigando futuramente ao encerramento da estação como terminal de cruzeiros, quando esta actividade ficar centrada nos cais do Jardim do Tabaco a Santa Apolónia.
Curiosamente, quando foi decidido localizar no cais Alcântara - Rocha as estações marítimas, na década de 1930, a medida foi contestada por então aquela localização ser considerada pouco adequada: inseria-se numa zona industrial periférica de Lisboa. As alternativas eram o cais a construir na Ribeira das Naus adjacente ao molhe nascente da Doca de Santos, (nenhum destes projectos viu a luz do dia) e a zona Cais do Jardim do Tabaco a Santa Apolónia.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment