Sunday, July 20, 2014

O VERA CRUZ nas página do Álbum dos Navios da Marinha Mercante Portuguesa


Páginas dedicadas ao Paquete VERA CRUZ no Álbum dos Navios da Marinha Mercante Portuguesa. Nesse livro os navios são apresentados por tipo de navio, com os paquetes a abrir o livro, e por ordem de crescente do valor da tonelagem de arqueação bruta, pelo que foi o VERA CRUZ a abrir o álbum, dado ser então o maior navio de passageiros português, com 21 765 toneladas de arqueação brutas. Manteria essa distinção até Setembro de 1961, quando o INFANTE DOM HENRIQUE lhe tomou o lugar.
O VERA CRUZ foi o primeiro navio em que naveguei, como passageiro, em 1958, ainda no tempo da carreira da América do Sul. Fiz a viagem com a minha Mãe, muito jovem na altura, que toda a vida contou as nossas aventuras em alto mar, a maior parte das quais restringidas ao espaço generoso da sala de crianças da Primeira Classe, de facto o local mais adequado para o LMC se começar a afeiçoar ao mundo dos navios e do mar...

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia 

Um livro precioso




Um dia, teria eu os meus 13 anos, creio que em 1970, o meu Pai chegou a casa com um exemplar deste livro para mim. Já nessa altura, como hoje, dava tudo por um bom livro, e se tivesse a ver com os navios e ou o mar, melhor. Foi um dos melhores presentes do meu Pai, um livro para toda a vida.

O ÁLBUM DOS NAVIOS DA MARINHA MERCANTE PORTUGUESA foi publicado em 1958 pela Junta Nacional da Marinha Mercante, o organismo de coordenação económica do Estado Novo para a Marinha Mercante, e apresentava todos os navios que então integravam a frota portuguesa, com fotografias e as características técnicas principais de cada unidade. 
Um livro simples e bem feito, para a época, como era apanágio das publicações técnicas da Junta, de que ainda hoje me socorro com frequência para investigação ou puro deleite de leitura.
O meu exemplar fora adquirido por 10 escudos numa livraria da Calçada do Combro, ao Chiado, que tinha uma montra cheia em grande promoção. Provavelmente a Junta entendeu desfazer-se do stock original em plena primavera marcelista...

Hoje é um livro raro, que continua a oferecer da mesma forma simples inicial, uma boa visão do que era a nossa frota mercante no final dos anos cinquenta. Sem propaganda política ou de regime, um testemunho simples dos navios que então faziam toda uma frota de que muita gente se orgulhava.
Os navios desapareceram há muito, alguns precocemente e mal aproveitados nas suas potencialidades, ficou este documento. Há um exemplar à venda aqui...
Imagem de uma das páginas do ÁLBUM, do navio de carga a vapor SOFALA, da Companhia Nacional de Navegação, então o maior cargueiro português, com os quatro mastros e o perfil único a trair a origem alemã, pois foi adquirido em 1943 à companhia Norddeutscher Lloyd, de Bremen e navegou até 1968.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia  

Friday, July 18, 2014

Draga-Minas NRP RIBEIRA GRANDE (M 402 )


Uma das minhas primeiras fotografias de unidades navais portuguesas, o antigo Draga-minas RIBEIRA GRANDE. Construído no estaleiro da CUF, actual NavalRocha, fazia parte de uma classe de quatro unidades inspiradas nos draga-minas ingleses da classe TON.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

SÍMBOLOS DE DESMARITIMIZAÇÃO NACIONAL





Imagens do antigo bacalhoeiro CAPITÃO FERREIRA, fotografado no Talaminho, onde permaneceu diversos anos neste estado deprimente, destruído pelo fogo e pelo esquecimento.
O CAPITÃO FERREIRA foi construído em 1945, de madeira, na Figueira da Foz, para a Atlântica Companhia Portuguesa de Pesca. Ainda o fotografei fundeado na Junqueira, pintado de branco preparado para largar para a Terra Nova.
Mais que um navio destruído, o CAPITÃO FERREIRA tornou-se na fase final um símbolo do analfabetismo marítimo português e da magnífica OBRA de DESMARITIMIZAÇÃO NACIONAL que vem caracterizando a nossa vida social desde por volta de 1975, quando se passou a olhar para os navios com velado desinteresse. O CAPITÃO FERREIRA acabou por ser removido e desmantelado durante uma operação de limpeza promovida pela APL.
Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, July 16, 2014

Cruzeiro do FUNCHAL a África Ocidental

O Paquete português FUNCHAL vai reviver a antiga carreira de África Ocidental com a próxima realização do cruzeiro TERRA ÁFRICA, uma viagem de sonho, de 31 dias, com saída de Lisboa a 23 de Novembro ou do Funchal a 24, rumo aos portos lusófonos do Mindelo, S. Tomé, Lobito, Luanda e Bissau.
Queremos com este cruzeiro, que o Paquete FUNCHAL se afirme como um verdadeiro embaixador de Portugal e de todos os seus Países Irmãos, fazer justiça a uma longa tradição marítima e trazer de volta o charme e a elegância das grandes viagens” - referiu Rui Alegre, da companhia Portuscale Cruises.
Dezenas de paquetes asseguraram estas viagens de Outubro de 1858 a Janeiro de 1977. O último a ser retirado do serviço foi o paquete NIASSA de 1955, que completou a última viagem a Cabo Verde em Janeiro de 1977 e foi imobilizado no Tejo, juntando-se ao UIGE e INFANTE DOM HENRIQUE no Mar da Palha. 
O FUNCHAL é o último navio dessa antiga frota, operado desde Agosto de 2013 pela Portuscale Cruises. Mais informações e imagens relativas ao FUNCHAL aqui.
Texto e imagem /Text and image copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, July 09, 2014

ORIANA photographed from fleet mate CANBERRA


Bill Miller tells us: It was just before dinner.   The date:  October 1980.   I was aboard the Canberra, returning from a cruise to Southampton.   Almost without warning, her fleetmate Oriana swept past at rather high speed.  We were in the Bay of Biscay and it was the last meeting of the two great P&O liners in Northern waters.   The Oriana was heading for Australia, where she would be based full-time at Sydney for Pacific cruising.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Tuesday, July 08, 2014

Novos postais de navios




Novos postais dos antigos paquetes portugueses VERA CRUZ, COLONIAL e LIMA, publicados por Luís Miguel Correia, com as referências LMC 165 LMC 166 e LMC 167, em edições especiais e limitadas, destinadas principalmente a coleccionadores.

Para adquirir estes e outros postais, ver aqui

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Friday, July 04, 2014

ATLÂNTIDA para a Grécia?

A empresa grega THESARCO ficou classificada em primeiro lugar no concurso para alienação do navio ATLÂNTIDA pelo Estado Português, com uma oferta de 12.8 milhões de euros pelo infeliz navio, recusado pela ATLANTICOLINE em 2009, e que se transformou num símbolo da inépcia governamental e da desmaritimização.
Nunca tinha ouvido falar desta empresa e fiz uma investigação sobre o seu perfil cujos resultados não abonam em nada de positivo. 
Notícias diversas referem esta empresa, com escritório no Pireu na rua Akti Miaouli, 99, Grécia e tida como propriedade do armador  Evangelos Saravanos, como frequentemente citada por má práticas que vão desde a escravização de tripulações ao abandono de navios e posterior afundamento com geração de poluição. A THESARCO SHIPPING aparece acusada de escravizar tripulação: aqui e aqui. Outra notícia pouco abonatória aqui , relativa a fraudes e práticas inaceitáveis típicas de uma empresa de vão de escada grega.
Notícia relativa a um dos navios da empresa, abandonando em Colombo até que acabou por se afundar:

"Bulk carrier Thermopylae Sierra sank on the road of Colombo, Sri Lanka, on August 23, anchored on the road since 2009, after being detained in accordance with court order following cargo and crew disputes. Vessel was abandoned and not maintained for quite a time, authorities were warned well in advance about the risk of sinking. Thermopylae Sierra sank with some 70 tons of fuel on board, which doesn’t seem to worry much the authorities, who managed to remove some 250 tons of fuel, and are contented with the rest. 
Photo by Mark Piche, http://forum.shipspotting.com/index.php?action=profile;u=388. Bulk carrier Thermopylae Sierra IMO 8313075, dwt 24779, built 1985, flag Cyprus, manager THESARCO SHIPPING, Greece."


A empresa apresenta-se como um corretor de navios e matérias primas: "we are trading and shipping company located in Greece, our main acitivity is trading and shipping ( we have 3 handy size vessels with deadweight capactity 15/25/28,000 mts respectively) and also we involved in trading of following commodities like wheat from Russia and Ukraine and bulk salt from Egypt as well as bulk coal and coke from Ukraine and Russia".
Com um cadastro destes não me admiro que o ATLÂNTIDA acabe por ser vendido à Douro Azul, mas com gregos piratas, nunca se  sabe, embora o Estado e o Governo não fiquem propriamente prestigiados a negociar com supostos crápulas.
Toda a história do ATLÂNTIDA é para esquecer tal a indignação que desperta em mim. E depois olho para este episódio de governança exemplar e interrogo-me de quantos casos com contornos idênticos haverá por aí, de investimentos irresponsáveis e falta de consideração pelo bem comum, interesse nacional, chamem-lhe o que quiserem. E depois toca a alimentar o sistema com mais impostos. NÃO PODE SER.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, July 02, 2014

Porto de Sines

Aspectos do Porto de Sines, ontem, 1 de Julho, numa curta visita à distância e sem as melhores condições de luz.










Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

NEW YORK Pier 40

When Pier 40 at West Houston St in lower Manhattan opened in March 1963, it was innovative - inner-core parking, advanced handling methods for passenger​s​ & cargo and, most of all, the capacity to handle three, even four ships at one time with three-sided berthing. Holland America, moving over after nearly a century across the Hudson in Hoboken, was the principal tenant. 
Unfortunately, Pier 40 had less than a dozen years of commercial use -- the Port was changing, there were fewer & fewer ships and the likes of Holland America went north, to Piers 88, 90 & 92, to 
​the ​new Consolidated Passenger Ship Terminal. 
These days, Pier 40 is up for renewal as a combination sports center, art museum & parking garage.  In the attached views: I snapped 800-ft long Pier 40 on a spring afternoon in 2010; the older, earlier view shows Holland America ships at dock some forty years ago, in 196​3 (a busy day indeed -- the Rotterdam, Statendam (on the outer side), Westerdam & the freighter Kinderdyk).​
Texto e imagens /Text and images copyright Bill Miller. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

"O SERVIÇO PÚBLICO DE PILOTAGEM"



Decorreu a 1 de Julho em Sines a 5ª conferência da APIBARRA, que este ano se centrou no tema "O SERVIÇO PÚBLICO DE PILOTAGEM", desenvolvido de forma exaustiva numa iniciativa que primou pela qualidade e diversidade dos intervenientes e assistência. Desta jornada conclui-se que quase tudo vai bem na Pilotagem em Portugal - a norma desde que me conheço, e o "quase" deve-se ao efeito tutelar negativo do Estado que não facilita a contratação de novos Pilotos. Um pormenor de Desmaritimização endémica estatal, nada de estranho entre nós.





Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Monday, June 30, 2014

S.A. VAAL final departure from Cape Town


Two great images of the passenger liner S.A. VAAL leaving Cape Town for the final time in October 1977 ending the famous Union-Castle / Safmarine Cape Run. 
Original photographs by Trevor Jones of Durban.

S.A. VAAL and her running mate WINDSOR CASTLE were the last Cape mail liners and their demise in late 1977 resulted from increasing operating costs and the advent of containerization on the Europe - South Africa line. 
Emerging passenger ship owner Ted Arison of Carnival was very interested in both ships for conversion into Caribbean tropical cruising ships, but in the end only purchsed the S.A. VAAL, later converted in Japan into the FESTIVALE, Carnival Cruise Line third ship. He intended to purchase the WINDSOR CASTLE later but it was not to be so as the Greek tycoon Mr. John Latsis bought the final Union-Castle flagship and this fine liner became the MARGARITA L.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia 

Regresso ao Mar é "mais CREOULA"

O Mar é uma das áreas económicas que neste momento são sinónimos de esperança, mas os discursos oficiais são inconsistentes, ninguém fala em navios, que são ignorados e depois essa ignorância gera medo e as nossos cabeças pensantes têm medo do mar e dos navios como normalmente se tem medo daquilo que se ignora ou desconhece.

Uma excepção importante a este estado de coisas é a realidade associada à preservação e operação do Lugre CREOULA, verdadeira escola de Mar em Portugal.

Na imagem, dois aspectos do CREOULA a sair de Lisboa a 21 de Junho último na primeira viagem de Treino de Mar promovida pela Aporvela, com destino à Corunha.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

(Poucas...) Velas no Tejo




O estuário do Tejo tem condições naturais para a prática dos desportos náuticos mas apesar dessa natureza benévola apresenta-se habitualmente deserto de velas e praticantes desportistas.

As razões serão muitas, a começar pela forma como entre nós se olha a vela e a marinha de recreio de forma negativa desde há 40 anos, como dizia há dias um antigo Secretário de Estado da Marinha Mercante e mais tarde das Pescas, o Eng. José Gonçalves Viana:

"...depois do 25 de Abril a Marinha de Recreio passou a ser fascista e a Marinha Mercante colonialista, fez-se tudo para acabar com as duas de forma dramática..."

De facto não se consegue criar um Portugal novo aberto ao Mar e às suas actividades sem mudar o paradigma de cultura marítima, ou da falta dela, e aqui a Marinha de Recreio é fundamental para atrair a juventude para o Mar...

Entretanto o Tejo continua deserto...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia 

Associação Naval de Lisboa


A ANL - Associação Naval de Lisboa é uma das mais importantes instituições portuguesas ligadas ao mar e aos desportos náuticos, a vela e o remo.

Trata-se da antiga Real Associação Naval, fundada no reinado de D. Pedro V e hoje o mais antigo clube náutico da Península Ibérica e um dos mais prestigiados.

A imagem mostra o brasão do clube na fachada da sede da ANL, à doca de Belém, uma belíssima peça de cerâmica aparentemente a necessitar de restauro.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

SERVIÇO PÚBLICO DE PILOTAGEM


Mais uma iniciativa da APIBARRA e dos PILOTOS portugueses, a reflectir a importância deste serviço público imprescindível. Em Sines na próxima Terça-feira, dia 1 de Julho.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Saturday, June 28, 2014

SAGRES em Las Palmas

A SAGRES visitou o porto de Las Palmas na ilha de Gran Canária onde o nosso amigo Berto Garcia a visitou. Veja a excelente reportagem fotográfica aqui... Foto de Berto Garcia - Las Palmas.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, June 25, 2014

Paquete FUNCHAL: cruzeiro à África Ocidental


A Portuscale Cruises acaba de anúnciar uma iniciativa fantástica: um cruzeiro do paquete FUNCHAL a África Ocidental com largada de Lisboa a 23 de Novembro próximo e regresso a 23 de Dezembro.

O itinerário é composto por portos de pronúncia mágica para muita gente em Portugal: Mindelo (São Vicente, Cabo Verde), São Tomé, Lobito, Luanda, Bissau.
Pode-se embarcar em Lisboa no dia 23 de Novembro ou no Funchal a 24 de Novembro e pode-se fazer a viagem redonda ou apenas os segmentos Lisboa / Funchal - Luanda ou Luanda - Funchal / Lisboa.
O FUNCHAL vai a Angola pela primeira vez nesta viagem-cruzeiro de longo curso que marca o regresso de um navio de passageiros português a Angola desde 1975.
O FUNCHAL só esteve uma vez na antiga África Ocidental portuguesa , no ano de 1968, quando visitou o arquipélago de Cabo Verde e a Guiné-Bissau ao serviço do Presidente da República. 
Este cruzeiro do 
FUNCHAL tem todos os ingredientes para ser um sucesso: o navio tem a dimensão ideal, o cruzeiro é absolutamente inédito a nível mundial e efectua-se na melhor altura do ano, com a viagem para Sul rumo ao Equador a deixar pela popa quaisquer vestígios de Outono a parecer Inverno, numa altura em que cada dia navegado mostra novos mares e um céu deslumbrante com o Cruzeiro do Sul, aves diferentes, tudo no privilégio absolutamente incrível de se navegar num navio de passageiros que permite uma viagem temporal perfeita - podia ser o INFANTE DOM HENRIQUE ou o PRÍNCIPE PERFEITO, ou o UIGE...

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia