Thursday, October 19, 2017

Trabalhar Num Navio

Está a decorrer em Lisboa, nas instalações Centro de Congressos do VIP Executive Arts Hotel, em Lisboa, (junto à Estação do Oriente) a Feira e Congresso TRABALHAR NUM NAVIO, evento organizado pela APORMAR  - Agência Portuguesa de Marítimos. 
Muita participação a corresponder a uma iniciativa do Eng. Sardinha que trouxe a Portugal representantes das mais importantes companhias de cruzeiros marítimos e fluviais do mundo.  Nomes como a Douro Azul, MSC Cruzeiros, Cunard, P&O, Viking, Siversea, Aida, e outros marcam a sua presença apostando em futuros tripulantes portugueses. Hoje até às 19H00.
Em paralelo decorre durante a tarde um congresso com apresentações e debates ligados aos cruzeiros e respetivo elemento humano - os tripulantes.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia









Wednesday, October 18, 2017

JACINTO CÂNDIDO uma Corveta veterana e bela



Corveta NRP JACINTO CÂNDIDO a sair a barra do Tejo na tarde de 5 de Outubro de 2017, em missão SAR, mostrando as suas linhas elegantes a quererem desmentir 47 anos de navegações. A JACINTO CÂNDIDO é a mais antiga das três corvetas das classes JOÃO COUTINHO e BAPTISTA DE ANDRADE ainda em serviço activo, com 7 unidades já desarmadas e abatidas. A JACINTO CÂNDIDO tem origem comum à SAGRES, ambos os navios construídos em Hamburgo pela Blohm & Voss.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

A «toilette» da Princesa das Caraíbas

O navio de cruzeiros CARIBBEAN PRINCESS fez a sua primeira escala em Lisboa no passado dia 27 de Setembro. 
Como bela princesa dos mares, o paquete não dispensou alguns retoque na toilette, efectuados por dois dedicados tripulantes, com o recurso a uma grua automóvel, como se depreende das fotografias que tive então oportunidade de fazer...



Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Paquete ALFREDO DA SILVA de 1950




O Despacho 100 atribuiu à Sociedade Geral a carreira de Cabo Verde e Guiné, até então assegurada principalmente pelo paquete GUINÉ ex-SAN MIGUEL, da Companhia Colonial. Foi determinado que após o abate do GUINÉ a linha seria servida apenas por navios de carga, mas o aumento do tráfego levou à opção por navios mistos de passageiros e carga, o primeiro dos quais foi o ALFREDO DA SILVA, unidade que, se de início revelou problemas técnicos, em especial com os motores principais Polar, acabou por ser útil e esforçada, permanecendo ainda na lembrança de muitos naturais de Cabo Verde. Foi o primeiro navio de passageiros de longo curso construído em Portugal e navegou até 1972, com casco preto até 1958, branco até 1972 e azul claro nas últimas viagens com a bandeira da CNN. Artigo original 

ALFREDO DA SILVA (1950-1973)
Navio de passageiros a motor, construído de aço, em 1949-1950. Nº Lloyd's: 5010737. Nº oficial: H 391; Indicativo de chamada: CSAK. Arqueação bruta: 3.227 toneladas; Arqueação líquida: 1.871 toneladas; Porte bruto: 3.643 toneladas. Deslocamento leve / máximo: 1.807 / 5.450 toneladas. Capacidade de carga: 4 porões para 5.744 m3 de carga geral, incluindo 162 m3 de carga frigorífica. Comprimento ff.: 102,98 m; Comprimento pp.: 96,00 m; Boca: 13,90 m; Pontal: 8,20 m; Calado: 5,75 m. Máquina: 2 motores diesel de 7 cilindros Polar Atlas, tipo M57M, com 2.660 bhp a 130 rpm, 1 hélice de 4 pás. Velocidade: 12 nós (14 nós de velocidade máxima). Passageiros: 52 (12 - 1ª., 24 – 2ª, 16 – 3ª) Tripulantes: 44. Navio gémeo: ANA MAFALDA. Custo: 38.000.000$00.

O ALFREDO DA SILVA foi construído em Lisboa, para a Sociedade Geral de Comércio, Indústria e Transportes, pela Companhia União Fabril, (construção nº 122), no Estaleiro Naval da AGPL, à Rocha do Conde de Óbidos, segundo projecto do ECN Silvério Coelho de Sousa Mendes. A quilha foi assente a 1-08-1949 na carreira nº 1 do estaleiro, procedendo-se ao lançamento à água a 21-12-1949. Foi madrinha da nova unidade a Sra. Dª. Maria Cristina Dias Oliveira da Silva, viúva do industrial Alfredo da Silva. O navio foi registado na capitania do porto de Lisboa a 14-07-1950 e entregue à Sociedade Geral a 27-07, pelas 17.00 horas, numa cerimónia que contou com a presença do ministro da marinha Américo Thomaz em representação do Presidente da República. O navio estava atracado à estação marítima de Alcântara, sendo descerrado no salão principal um retrato de Alfredo da Silva feito pelo pintor Albino Cunha. Foi seu primeiro comandante o capitão Marques Pereira. A 4-08 o ALFREDO DA SILVA saiu de Lisboa para Leixões (5 a 9-08) e, a 16-08, iniciou em Lisboa a viagem inaugural, com 42 passageiros e carga geral, para Leixões (17-08), Funchal (20-08), São Vicente (24 a 25-08), Praia (26-08), Bissau (28-08 a 9-09), Lisboa (15-09). A 3-10-1956 o ALFREDO DA SILVA imobilizou em Lisboa com uma avaria grave nas máquinas, só voltando ao serviço em 14-03-1958. Durante a imobilização, foi modernizado no estaleiro da CUF em Lisboa, com a ampliação dos alojamentos para passageiros e a construção de castelo à proa, alterando as características seguintes a 12-04-1958: Arqueação bruta: 3.374 toneladas; Arqueação líquida: 2.172 toneladas; Porte bruto: 3.349 toneladas. Capacidade de carga: 4 porões para 5.241 m3 de carga geral, incluindo 162 m3 de carga frigorífica. Comprimento ff.: 103,21 m; Comprimento pp.: 98,48 m. Passageiros: 88 (20 - 1ª., 68 - turística) Tripulantes: 45. Com o casco branco, o ALFREDO DA SILVA completou 1 viagem na carreira de Angola (Leixões, Lisboa, Luanda, Lobito, Moçamedes, Lobito, Luanda, Funchal, Lisboa), com saída de Lisboa em 20-03 e a 8-05 largou para uma segunda, interrompida com uma arribada a Dacar (19 a 24-05) com avaria nas máquinas, decidindo-se o regresso ao Tejo. Seguiu-se nova imobilização em Lisboa de 3-06-1958 a 6-04-1959, data da largada na primeira de cinco viagens na linha de Cabo Verde e Guiné, a última das quais terminou no Tejo a 2-10-1959. O ALFREDO DA SILVA iniciou então um fretamento à Empresa Insulana de Navegação para realizar uma série de 13 viagens semanais à Madeira, de 10 de Outubro de 1959 a 7 de Janeiro de 1960, saindo de Lisboa ao Sábado pelas 17 horas, chegando ao Funchal pelas 13 horas de Segunda-feira, para uma estadia de 24 horas, atracando novamente em Lisboa pelas 9 horas de Quinta-feira. Para as viagens à Madeira o navio foi lastrado com 1.000 toneladas de pedra, traduzindo-se a iniciativa num défice de cerca de 3.000 contos, cobertos por um subsídio do Estado. O ALFREDO DA SILVA retomou as suas viagens regulares a Cabo Verde e à Guiné com a saída de Lisboa a 25-01-1960, tendo-se mantido nessa linha até ser abatido ao efectivo em 1972. A 6 e 7-08-1960 o ALFREDO DA SILVA esteve na baía de Lagos a representar a Sociedade Geral no desfile naval de homenagem ao Infante D. Henrique, com o seu irmão ANA MAFALDA. Foi vendido por 4840 contos à Companhia Nacional de Navegação a 30-12-1971, quando da integração da frota da SG na CNN, e passou a estar registado como propriedade desta empresa a 3-01-1972. Continuou a assegurar a carreira de Cabo Verde e Guiné com as cores da CNN, com que fez 7 viagens, a última das quais com saída de Lisboa a 8-7, quando seguiu directamente para Bissau (14 a 17-07), visitando no regresso a Praia e S. Vicente após o que entrou em Lisboa pela última vez a 27-07-1972, data após a qual imobilizou em Lisboa e foi posto à venda. Em 22 anos de actividade, o paquete ALFREDO DA SILVA concluíu 206 viagens a Cabo Verde e à Guiné, 1 viagem a Angola e 13 viagens ao Funchal, para além de uma segunda viagem a Angola, interrompida por avaria em Dacar, no total de 221 viagens, nas quais transportou cerca de 52 000 passageiros e 576 000 toneladas de carga geral, tendo sido cobrados 78 500 contos em passagens e 576 000 contos em fretes, totalizando as receitas 654 500 contos. Vendido ao sucateiro espanhol Areliano Perez Iborra, o ALFREDO DA SILVA saiu de Lisboa a 31-05-1973, a reboque, para Gandia, onde foi desmantelado. O registo na capitania do Porto de Lisboa foi cancelado a 31-05-1973 "por ter sido vendido para Espanha."
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

QI JIGUANG: Navio-escola da Armada da China em Lisboa

Encontra-se em Lisboa o novo navio-escola da Armada da China QI JIGUANG, que foi aumentado ao efectivo a 21-02-2017 e está atribuído à Escola Naval de Dalian. 





 
O QI JIGUANG chegou a Lisboa na manhã de 15 de Outubro e fundeou no Mar da Palha antes de atracar ao cais da Estação Marítima da Rocha, de onde larga a 20 de Outubro. O navio está a fazer a sua primeira viagem de treino, visitando Portugal, Itália, Ceilão e a Tailândia. A notícia oficial da Marinha da R. P. da China sobre o navio e a viagem apresenta-se abaixo em inglês:

"DALIAN, Sept. 18 (ChinaMil) -- The newly-commissioned training ship Qi Jiguang (Hull 83) attached to the Chinese PLA Navy set sail Sunday morning from a military port in Dalian, a coastal city in northeast China’s Liaoning province to kick off its maiden ocean-going voyage, during which, the ship will pay port visits to Portugal, Italy, Sri Lanka and Thailand.
A total of 549 persons are aboard the training ship, including midshipmen, naval officers and sailors. Rear Admiral Yan Zhengming, president of the Dalian Naval Academy of the PLA Navy, serves as the commanding officer of the ocean-going mission.
The midshipmen come respectively from the Naval University of Engineering, Dalian Naval Academy, Naval Submarine Academy, Naval Aeronautical University, Naval Medical University and Naval School for Non-commissioned Officers.
During the ocean-going voyage of the Qi Jiguang training ship, the midshipmen onboard will conduct teaching training of 13 subjects including terrestrial navigation, astronomical navigation, ship maneuver and marine hydrometeorology.
During the port calls to Portugal, Italy, Sri Lanka and Thailand, the midshipmen will be arranged to visit ships, colleges and training facilities of navies of the four countries. In addition, the Chinese naval training ship will hold deck receptions and be open to public visit.
The training ship Qi Jiguang, named after a general living in late Ming Dynasty and well-known in China as the commander of an armed force fighting against ancient Japanese pirates in China's southeast coast region, is the largest and the most advanced training ship of the PLA Navy with a full loaded displacement of almost 10,000 tons. It is Independently designed and built by China and officially joined the North China Sea Fleet on Feb. 21, 2017". Ver características e mais informação aqui .

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Sunday, October 15, 2017

MARCO POLO em Lisboa mais uma vez


É um dos últimos grandes navios de passageiros da década de 1960 ainda em actividade: o paquete MARCO POLO, antigo ALEKSANDR PUSHKIN, que fez uma curta escala em Lisboa na manhã de 15 de Outubro de 2017, conforme as imagens, registadas à chegada, com luz pouco amigável, mas a retratar bem a personalidade do navio, que continua popular, apesar da idade e de já ter sido anunciada a sua próxima retirada de serviço em 2018.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
 





Glórias do passado: N/V ZÉ MANEL


Vapor ZÉ MANEL da Sociedade Geral fundeado na Junqueira, em Lisboa, nos primeiros tempos da Segunda Guerra Mundial. O ZÉ MANEL era um dos navios mais pequenos da numerosa frota da Sociedade Geral, baptizado por Alfredo da Silva com o nome do neto José Manuel de Mello, numa justíssima homenagem, pois mais tarde JMM foi o homem da CUF que mais pugnou pela economia do mar, desenvolvendo com entusiasmo uma ligação à Sociedade Geral, aos estaleiros navais da CUF, Lisnave e Setenave, à Nacional e à Soponata. Glórias de um passado cada vez mais esquecido.
Como curiosidade adicional, reparem no aspecto da cidade de Lisboa, com o Alto de Santo Amaro quase sem casas.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Wednesday, October 11, 2017

NRP SAGRES a entrar a Barra do Tejo


É sempre um privilégio observar a nossa SAGRES em navegação, aqui a regressar de Setúbal, na tarde de 8 de Outubro de 2017. 
Ainda neste mês de Outubro, a SAGRES vai estar atracada em Lisboa aberta ao público para visitas comemorativas dos 80 anos do lançamento à água, em 1937. Fotografias de Luís Miguel Correia, feitas no Tejo.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

MARIA P ex-AMISIA J

No início deste ano o Grupo Sousa vendeu o porta-contentores MADEIRENSE 3 e em seu lugar foi afretado a interesses alemães outro porta-contentores, o MARIA P, que fotografámos a entrar a barra do Tejo ao anoitecer de 8 de Outubro de 2017, em mais uma viagem procedente do Caniçal.
O MARIA P é gémeo de outro porta-contentores em serviço nas ligações com as ilhas, o FURNAS, da Mutualista Açoreana. Foram ambos construídos na China o MARIA P como AMISIA J, o FURNAS como HYDRA J. 
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Tuesday, October 10, 2017

VERONICA B ex-NORDIC TROMSOE


Comecei por imaginar um ponto que aos poucos ganhou forma de porta-contentores e se aproximou como que a flutuar no espaço, por efeito da neblina. Era o porta-contentores alemão (bandeira de Chipre) VERONICA B (12 514 GT / Construido 2008-2011) que se encontra fretado ao armador espanhol Boluda e entrava no Tejo quase ao anoitecer, vindo de Villagarcia, e com Tenerife como destino. 

Este navio mudou de nome recentemente. Foi construído na China com o nome MONTAN (2011-12) tendo depois navegado como E. R. TURKU (2012-17) e NORDIC TROMSOE (2017). O VERONICA B tem 12 514 GT e 14 292 toneladas de porte bruto.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

Sunday, October 08, 2017

Desfile de Grandes Veleiros no Sado

Desfile de grandes veleiros a decorrer no rio Sado, a culminar as festas da edição de 2017 da Semana do Mar, com a Marinha, uma vez mais a dar o seu melhor num contributo essencial para o sucesso da iniciativa... 
Na imagem do AIS não se vê a SAGRES que anda com o sistema de identificação automático desligado.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho, se descarregar imagens para uso pessoal sugere-se que contribua para a manutenção deste espaço fazendo um donativo via Paypal, sugerindo-se €1,00 por imagem retirada. Utilização comercial ou para fins lucrativos não permitida (ver coluna ao lado) / No piracy, please. If photos are downloaded for personal use we suggest that a small contribution via Paypal (€1,00 per image or more). Photos downloaded for commercial or other profit making uses are not allowed. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia