Thursday, June 09, 2011

Cais da Rocha, Estaleiro Naval e FUNCHAL...

Imagem nostálgica do Porto de Lisboa registada em Novembro de 1991 a partir da varanda da Estação Marítima da Rocha do Conde de Óbidos - um lugar entretanto proibido por influências securitárias de raiz anglo-saxónica...
Em primeiro plano a cábrea ENG. SÁ NOGUEIRA, a cujo topo subi diversas vezes para fazer fotografias "aéreas", destacando-se igualmente na imagem um dos rebocadores "SERRAs" da AGPL, o paquete FUNCHAL em reparação no interior da Doca nº. 1 do estaleiro da Rocha, então concessionado à Lisnave, e uma grua de grandes dimensões que na época equipava o estaleiro.
Curiosamente o FUNCHAL toda a vida utilizou esta doca para as suas operações de manutenção técnica. O navio foi construído na Dinamarca em 1961 para a antiga Empresa Insulana de Navegação e inicialmente era docado aqui de seis em seis meses. O seu cais habitual, onde atracou logo após a primeira chegada era próximo deste local, logo à entrada da Doca de Alcântara, no cais sul, onde o ano passado esteve atracado o SANTA MARIA MANUELA. Foi aí que o FUNCHAL primeiro se mostrou a Lisboa e foi nesse mesmo cais que em Setembro de 1985 foi entregue ao actual proprietário, o Sr. George Potamianos, que tão bem tem sabido cuidar e explorar no melhor sentido, o nosso belo FUNCHAL.
Infelizmente hoje o FUNCHAL já não atraca no seu cantinho histórico na Doca de Alcântara, para grande pena minha e do armador, pois esse cais já não está disponível... O FUNCHAL está agora atracado à ponte-cais da Matinha, num antigo terminal petrolífero desactivado, onde estão a efectuar-se trabalhos importantes de renovação do navio. Mas brevemente o FUNCHAL vai regressar à Doca 1 para concluir a actual modernização...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment