Saturday, November 19, 2011

POLITICA POÉTICA DO MAR

Há dias, assisti a uma palestra promovida pelo Sindicato dos Engenheiros de Máquinas da Marinha Mercante comemorativa do centenário do sindicato. O ambiente era de algum desalento face à realidade marítima nacional em contraponto com as carreiras que a maior parte dos presentes, oficiais de Marinha Mercante reformados, viveram, quer na marinha de pesca quer no comércio. 
De entre os intervenientes falou o ainda Presidente do IPTM, com anúncio oficial de extinção por parte do actual Governo. O Dr. João de Carvalho, antigo oficial de Marinha Mercante e gestor experimentado com muitos anos de actividade ligada ao "shipping" nacional referiu que nos últimos 30 anos a frota da marinha de pesca se reduziu em 30 por cento e a da marinha de comércio em 80 por cento, acentuando que hoje Portugal gasta anualmente 500 milhões de euros em pagamentos de fretes a navios estrangeiros. No processo de desmaritimização associado à nossa decadência marítima perderam-se 50.000 postos de trabalho. João de Carvalho chamou poesia à politica oficial para a Marinha Mercante, que em meu entender é nula. Nula porque a actual política oficial do Mar não contempla a Marinha Mercante, que está em vias de desaparecer de vez. O desmembramento do IPTM é no nosso entender, um disparate e parece que resulta de uma decisão precipitada, como aliás parece ter acontecido há meses com o anúncio oficial de extinção da PARQUEXPO, de que não se ouviu mais falar.
A actual política do Mar esquece-se sempre da Marinha Mercante desde há décadas. Por ignorância inocente ou resultado de interesses inconfessáveis? Como é possível descurar sistematicamente assuntos tão importantes e estratégicos como os Transportes Marítimos? Volta Américo Thomaz, fazes muita falta na Junta Nacional da Marinha Mercante.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment