Wednesday, February 22, 2012

Recordando os cargueiros de Viana para a Colonial

Dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo saíram, ao longo de décadas muitos navios destinados a armadores portugueses que prestaram muitos e bons serviços ao País.
Vivia-se uma época em que havia consciência da importância dos transportes marítimos para a economia nacional e procurou-se sempre ao mesmo tempo apoiar e desenvolver os estaleiros nacionais.
Assim, embora Viana tenha nascido principalmente para construir navios de pesca, cedo começou a diversificar essa primeira vocação, tendo em 1953 construído um primeiro navio de carga, o FUNCHALENSE (II), para a Empresa de Navegação Madeirense.
Os três navios de carga construídos para a Companhia Colonial de Navegação que referimos neste artigo publicado em 1994 na Revista de Marinha foram dos mais interessantes que até à altura se construíram em Viana, sendo de referir que o PORTO e o MALANGE tinham as dimensões máximas possíveis associadas à doca de construção do estaleiro. Chegou a ser considerada a construção de um gémeo do MALANGE, que se deveria chamar PUNGUE, mas depois, com a compra dos navios BAILUNDO e BERNARDINO CORRÊA construídos na Polónia, não se chegou a fazer a encomenda a Viana. O PUNGUE seria muito semelhante ao MALANGE, com a diferença de os paus de carga serem substituídos por gruas.
Faça "click" sobre as imagens para as ampliar e ter melhor leitura dos textos.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment