Tuesday, August 28, 2012

MESTRE JANOTA rumo à Colômbia

O Grupo ETE está a iniciar uma nova fase de internacionalização. A aposta é a Colômbia, um novo mercado de elevado potencial e com grande ritmo de crescimento.
No passado dia 26 de Agosto de 2012 a empresa embarcou no navio TERN a grua Mestre Janota, o rebocador TRITON e um batelão, que irão operar, com registo colombiano, em operações, a efectuar no país pela própria ETE, de carga de carvão no porto de Santa Marta, na Colômbia. Para além da grua - totalmente recuperada pela ETE, com capacidade para operar 12.000 toneladas dia.
A operação decorreu em pleno rio Tejo, no Mar da Palha, tendo o n/m TERN sido submergido parcialmente para nele serem colocadas as embarcações auxiliares da ETE, realizando-se posteriormente a operação inversa para levantamento da carga e preparar o navio para a viagem de 12 a 15 dias até ao porto colombiano.
Esta operação decorre de um contrato firmado entre a ETE, a brasileira Vale e a norte- americana Goldman Sachs, que conduzirá à expansão dos serviços marítimo-portuários da empresa portuguesa neste país sul-americano. Este acordo permitirá que, à partida, a ETE venha a assegurar uma faturação de cerca de 50 milhões de dólares durante os próximos cinco anos.
Este negócio foi ganho pelo grupo ETE “não pelo preço, mas pelas garantias de fiabilidade da operação, o que nos deixa bastante satisfeitos. Vamos aproveitar esta oportunidade que surgiu na Colômbia para o desenvolvimento de novos negócios, nomeadamente na área do transporte fluvial e operações portuárias”, referiu Luís Figueiredo, membro do Conselho de Administração do Grupo, durante a operação de embarque da grua, anunciando que numa aposta de crescimento neste apetecível mercado foi criada neste mês de Agosto a ETE Colômbia.
Post a Comment