Thursday, July 11, 2013

Flores portuárias...


No meu vaguear regular pela paisagem portuária em modo de registo dos cais e navios de Lisboa os destinos vão variando com as oportunidades que as políticas de abertura ao lazer e desfrute popular versus sacralização de áreas restritas, condicionadas ou concessionadas, ditam conforme os tempos. São situações normalmente vizinhas, e que vistas em conjunto tornam necessária alguma argúcia e conhecimento para que de facto se circule e consigam posições com vista para o rio, os navios e os cais. Tudo visto como parte da Desmaritimização tão bem sucedida.
Esta área da Doca de Pedrouços esteve fechada durante muitos anos, com a Escola de Pesca e a Docapesca a ocuparem o local e a gerirem as muralhas respectivas. A construção do Centro de Investigação e a adaptação da Doca para se receber a Regata Volvo resultaram na abertura deste lado da Doca, ao mesmo tempo que se fechou o acesso ao molhe jusante, que antes tinha sido aberto para proporcionar ao Povo mais um passeio de Algés. 
Uma bonita imagem da Doca de Pedrouços com a Torre de Algés no enfiamento da entrada e em primeiro plano um campo de flores a fazer lembrar as antigas estações de caminhos de ferro e os concursos das mais belas estações floridas. A Doca de Pedrouços teria a sua oportunidade num eventual concurso de docas floridas... E o Tejo ali mesmo ao lado, lindo e indiferente às maluqueiras dos autóctones, sem faltar o desportista de camiseta laranja.
Fotografia de L. M. Correia registada a 10 de Julho de 2013.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment