Thursday, March 12, 2015

De Alexandre a Marco 50 anos depois

Capa do plano de acomodações do paquete soviético ALEXANDR PUSHKIN de 1965 editado pela Baltic Steamship Company de Leninegrado

Uma das vantagens de ter começado a gostar de navios muito cedo traduziu-se, com os anos, no facto de hoje os conhecer do avesso, caso deste Alexandre que um dia se passou a chamar Marco, não Paulo em homenagem ao artista cantor, simplesmente MARCO POLO. Nos meus tempos de escola, quando o mestre ou a mestra, (que também as havia) não me conseguia prender a atenção numa aula, pegava num postal dos correios e escrevia para uma companhia de navegação a pedir postais, fotografias, brochuras e demais informações e publicidade que tivessem disponíveis. Muitas vezes respondiam e fui colecionando muito material, como este plano de acomodações do ALEXANDR PUSKIN, construído em 1965 na RDA e que passou a visitar o Tejo com frequência, numa época em que a frota de paquetes da URSS tinha dezenas de navios.
O ALEXANDR PUSHKIN foi o segundo de cinco gémeos de 20 000 TAB e capacidade para 750 passageiros, construidos de 1964 a 1973 e hoje é o único sobrevivente da classe IVAN FRANKO. Faz 50 anos este ano e continua a navegar ao serviç da companhia Cruise & Maritime Voyages, passando por Lisboa diversas vezes todos os anos.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment