Friday, August 21, 2015

Paquete FUNCHAL de novo na Matinha

O Paquete FUNCHAL preparando-se para deixar o cais da Lisnave ao amanhecer de 21 de Agosto de 2015. 
The Portuguese cruise FUNCHAL photographed on the early morning of  21st August 2015 about to depart from Lisnave lay up berth
O FUNCHAL assistido pelo SVITZER FUNCHAL - Margueira, 21 de Agosto de 2015. The FUNCHAL assisted by the tug SVITZER FUNCHAL on 21 August 2015 at Margueira
O regresso do FUNCHAL à Matinha, subindo o Tejo a reboque do SVITZER SINES. FUNCHAL returning to the Matinha Pier towed by SVITZER SINES
O FUNCHAL a subir o Tejo, passando o Beato. FUNCHAL off Beato on her way to Matinha, 21 August 2015 
FUNCHAL atracando ao PORTO esta manhã na Matinha - 21 de Agosto de 2015. FUNCHAL going alongside fleetmate PORTO at Matinha, 21 August 2015 

O Paquete FUNCHAL efectuou esta manhã uma manobra de mudança de local de atracação, tendo deixado o estaleiro da Margueira, onde estava atracado desde 20 de Março, regressando, pela terceira vez à ponte-cais da Matinha, para atracar de braço dado ao PORTO, a outra unidade da Portuscale Cruises imobilizada em Lisboa.

A reportagem que efectuei esta manhã, fotografando a manobra do FUNCHAL, foi penosa para mim, que preferia
ter registado a saída do navio para mais um cruzeiro cheio de passageiros, como tantas vezes aconteceu nas últimas décadas. Para já o FUNCHAL fica na Matinha, onde os custos são inferiores e entretanto esperemos que quando sair desta ponte-cais malfadada não seja da mesma forma que o LISBOA a 5 de Julho. O FUNCHAL é um navio de cruzeiros belíssimo e único, neste mundo globalizado e deslumbrado actual, tem sido difícil viabilizar o regresso do navio ao serviço activo. Parado em Lisboa desde 2 de Janeiro, quando concluiu o cruzeiro de Ano Novo à Madeira, o navio teve o programa de 2015 cancelado a 12 de Fevereiro, sendo então anunciado pelo armador Rui Alegre que o futuro do Paquete FUNCHAL passaria pelo seu afretamento a tempo a um operador, à semelhança do que vem acontecendo com o AZORES. 

Posição do FUNCHAL no dia 20 de Agosto de 2015 atracado na Lisnave e, em baixo, a deslocação do navio para a Matinha
FUNCHAL position on the AIS system on 20 August 2015 at Lisnave and below, the move to Matinha

The Portuguese cruise ship FUNCHAL left the lay up berth at Margueira early in the morning of 21 August 2015 and joined fleetmate PORTO at Matinha Pier where costs are lower. The 2015 cruise programm for FUNCHAL was cancelled on 12 February 2015 and the ship has been laid up on the river Tagus waiting for a charter.
Fotografias originais de Luís Miguel Correia tiradas a 21 de Agosto de 2015 em Lisboa.Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

3 comments:

Anonymous said...

Boa Tarde Senhor Luis Miguel Correia,

Segundo o itenerario dos "Portos dos Acores", o "FUNCHAL" tinha escala prevista na Praia da Vitoria, ilha Terceira, no dia 26 deste mes, mas esta escala foi cancelada no ultimo dia ao dois.

Abraco,

Paulo Peixoto

Anonymous said...

Caro Luís Correia

O anónimo não está de férias !! ... "Sempre alerta camarada" !!! :) O "camarada" é apenas no contexto da frase revolucionária, já fossilizada felizmente. Nada de ofensas de parte a parte. :)

Hoje tenho a dizer e a reconhecer-lhe o seguinte, se mo permite:

Primeiro: o seu reconhecimento do trabalho do Almirante Américo Thomaz como Ministro da Marinha só lhe fica bem, e congratulo-o por isso. Ao contrário de um post que escreveu no ano passado. Recordo uma passagem sua num post de 20 de Abril de 2013 intitulado: "Herança do Salazarismo afasta Royal Caribbean de Lisboa":
"Lisboa está fora do itinerário do cruzeiro Barcelona - Roterdão, com o OASIS OF THE SEAS a transitar directamente de Málaga para Vigo. A culpa em última análise é do regime fascista do Estado Novo que promoveu a construção da Ponte Salazar entre 1962 e 1966 sem visão para permitir a passagem por baixo às grandes naves do futuro. (...)" Sem comentários ... Sinceramente!!!!!
Desta vez redimiu-se ...

Segundo: a transferência do "Funchal" (o paquete antigo mais bonito que Portugal teve) para a Matinha, terá possívelmente o objectivo de facilitar a vida ao sucateiro interessado. Talvez negoceie os dois de uma vez com desconto.

Terceiro: gostava que um dia se esclarecesse o que levou o armador português a adquirir 3 paquetes em estado de sucata, "lavar-lhes" a cara e passados uns meses sucata com eles!!!! O Luís já escreveu aqui que ele foi enganado ... Só para rir!! Se não recebeu dinheiro de subsídios do Estado, e ainda ganhou dinheiro no final ... Não existem acessorias técnicas? ... coitadito, foi enganado, logo a triplicar!!!. Só neste país.

Tenho pena, sinceramente, com o que se passa com o "Funchal", mas temos de ser realistas. Presentemente é mais pequeno que muitos iates internacionais, e sairia mais barato construir de novo do que manter um monte de sucata remendada. Apesar de louvar o seu "amor" por este navio, não anda informado?

Mas se está realmente interessado na sua recuperação, para de escrever lamentações e percorra o país, ou faça um apelo através deste seu blog, e arranje um ou mais capitalistas (que felizmente para Portugal ainda existem) e convença-os em "torrar" dinheiro, desde que não sejam de subsídios do Estado ...

As minhas cordiais saudações marítimas, e não esqueça ... "Sempre alerta camarada" !!!!!!

Luis Miguel Correia said...

Caro Anónimo,

Assine o seu nome e respondo-lhe com todas as letras. Não sou apreciador de cartas anónimas. Cumprimentos

Luís Miguel Correia (m.s.funchal@gmail.com)