Friday, January 29, 2016

MAR PORTUGAL parado desde Outubro

Gosto de navios desde que me conheço e acredito que estes não se fazem para ficarem parados, inactivos. É o entanto esta a situação do mais novo navio adquirido pelo Estado Português, o navio






de investigação oceanográfica MAR PORTUGAL, que chegou a Lisboa a 21 de Outubro do ano passado, após ter sido comprado a uma empresa da Escócia.
Fazemos votos para que a imobilização do MAR PORTUGAL não se eternize pois já se começa a notar ferrugem a aparecer sob a pintura. Esta tarde, dia 28 de Janeiro, fomos mais uma vez observar o MAR PORTUGAL, aqui ficam algumas fotografias.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia.
Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

4 comments:

Luis Miguel Correia said...

Eduardo Faria
13/02/2016
1

Meu caro Luis Miguel Correia: Sem querer meter-me em assuntos para os quais não sou chamado, mas julgo poder referir-lhe que desde o principio que estava previsto que o Mar Portugal seria sujeito a demorados trabalhos de estaleiro para o adaptar e preparar para o trabalho de investigação que é suposto vir a realizar no futuro, nomeadamente trabalhos ao nível estrutura do navio de da introdução de novos equipamentos. Tanto quanto sei decorre neste momento o concurso internacional para escolher o estaleiro que virá a fazer os trabalhos previstos, uma vez que os regulamentos europeus assim o obrigam. Na altura da sua compra e chegada ao porto de Lisboa estes aspectos foram dados a conhecer publicamente pelos responsáveis do IPMA durante a visita ao navio que contou com a presença da Ministra Assunção Cristas na qual tive oportunidade de participar. Abraço. Eduardo de Almeida Faria

Luis Miguel Correia said...

Luis Miguel Correia
12:00
1
Editar

Eu sei isso Eduardo, mas só o nosso Estado se pode dar ao luxo de ficar meses com um navio imobilizado. Se fosse um navio de uma entidade privada competente, o navio teria ido logo para um estaleiro, pois para quem paga impostos e sustenta os devaneios marítimos estatais, tempo é dinheiro. E o MAR PORTUGAL tem tripulação a bordo que já podia ter pintado a chaminé, que é ainda a do armador anterior, e ir limpando os picos de ferrugem que vão aparecendo um pouco por todo o lado num navio com muitos anos. Nem a bandeira do "armador" está içada no local correcto, um mar triste a caracterizar o Portugal marítimo actual tão próximo do zero marítimo, não fossemos os campeões da Desmaritimização há mais de 40 anos.

jagoncalv said...

Um armador privado, quando adquire um navio, elabora um projecto que forçosamente inclui os trabalhos de adaptação e modernização, preocupando-se em ter uma calendarização que permita a rentabilização máxima do novo equipamento.
O Estado Português vai fazendo, assim, devagar, sem olhar a desperdícios, porque as "coisas" sempre se fizeram assim, "com tempo", o Estado "é rico".
Nunca mais aprendemos...

jagoncalv said...

Lembrando: A ministra disse que estava totalmente equipado e só faltava a parte relacionada com a pesquisa sobre resursos vivos: http://www.tsf.pt/sociedade/ciencia-e-tecnologia/interior/mar-portugal-vai-fazer-investigacao-oceanografica-4850072.html