Wednesday, April 27, 2016

DE VIANA PARA O MUNDO

Dos cerca de 200 navios construídos nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo a partir de 1948 - o primeiro foi o bacalhoeiro SENHORA DOS MAREANTES (1948-1993) - muitos ainda navegam justificando o que um dia gostaria fosse título de um livro meu DE VIANA PARA O MUNDO: um livro com as características e a história de todas as unidades construídas pelos ENVC até ao NRP FIGUEIRA DA FOZ, que foi a última construção daquele estaleiro que ao longo de 70 anos se afirmou como o melhor e mais diversificado estaleiro português de construção naval da era moderna.
Um desses filhos pródigos de Viana do Castelo esteve em Lisboa o passado dia 20 de Abril de 2016, o navio-químico de bandeira inglesa STOLT OSPREY (IMO 9147461 - 3726 GT, 5846 DWT) que é a construção n.º 194 dos ENVC. 
Sétimo de uma série de 8 químicos construídos em 1996/1998 em Viana do Castelo para interesses alemães, com o nome original MULTITANK BALEARIA (1998-2005), chamou-se BOW BALEARIA (2005-2015) antes de adoptar a designação actual em 2015. Os seus irmãos foram as construções 184 - MULTITANK BRITANNIA, 185 - MULTITANK BAHIA, 186 - BRASILIA, 192 - MULTITANK BOLOGNIA, 193 - MULTITANK BADEGNIA    e 195 MULTITANK BATAVIA. 
O MULTITANK BALEARIA tem 99.9 m de cff, 16,5 m de boca e teve o primeiro bloco assente na doca a 15 de Maio de 1997, foi posto a flutuar na doca (lançamento) a 22 de Novembro do mesmo ano e entregue ao armador a 23 de Março de 1998. 

As fotografias mostram o actual STOLT OSPREY ex-MULTITANK BALEARIA, a entrar em Lisboa carregado de produtos químicos, escoltado por uma lancha da Polícia Marítima, não em homenagem a um dos muitos "navios que Viana construiu para o mundo", mas por transportar uma carga considerada perigosa. 
Votos de vida longa à construção 194 e desejos de que o sucessor dos ENVC, agora a dar os primeiros passos na construção naval, um dia possa apresentar resultados de produção semelhantes, e recuperar a aceitação e o prestígio que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo em tempos proporcionaram à Indústria Naval nacional.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment