Friday, September 10, 2010

VOZES DO ALTO

Anteontem a minha sanidade foi novamente posta à prova com a audição do que à primeira vista poderia ser classificado como uma voz do Além. 
Aconteceu assim: seguia junto ao travessão do Cais de Santos onde agora está aboletado um barraco branco que fornece álcool à juventude e outros forasteiros noctívagos, quando uma voz trovejou impropérios vários com destaque para a frase CARALHO SAIAM DAÍ. 
Assim como no dia em que chegou o TRIDENTE ouvi do Céu repetidamente a frase O CREOULA NÃO ESTÁ CÁ e de imediato considerei um esclarecimento divino, agora pensei tratar-se de algum trato do demo. Entre fugir e enfrentar a besta, olhei para cima, e deparei com o insólito de um operário a destruir o guindaste mais bonito do Estaleiro da Rocha e a atirar para o solo pequenas peças metálicas, uma das quais vi cair ao Tejo.
Curiosidade cientifica a testar a Lei da Gravidade?
Simples falta de educação?
Do mal o menos, afinal ainda estou com saúde mental quanto baste apesar da provação permanente que as múltiplas formas de DESMARITIMIZAÇÃO implicam no meu espírito marítimo e naval.
Fotografias do eventual diabrete em acção tiradas no dia 8 de Setembro de 2010.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit andcomments. Luís Miguel Correia
Post a Comment