Wednesday, January 22, 2014

S.S. UNITED STATES : um desperdício gigantesco


Nenhum dos muitos navios de passageiros que já tive oportunidade de conhecer me impressionou tanto como o UNITED STATES, que vi pela primeira vez atracado em Lisboa em Fevereiro de 1968, no cais da Rocha. As chaminés gigantescas vermelhas foram desenhadas pelo arquitecto naval William Francis Gibbs precisamente para isso, cuidado que teve com a concepção deste navio num todo: marcar a posição dominante dos Estados Unidos da América no Atlântico Norte após a Segunda Guerra Mundial. Essa supremacia foi logo confirmada em Julho de 1952 com a viagem inaugural em que arrebatou ao QUEEN MARY de 1936 a Flâmula Azul.

Infelizmente, e sem que deixe de ser considerado um navio fabuloso, o UNITED STATES hoje pode ser visto como um dos maiores desperdícios da história da navegação de passageiros do século XX: só navegou durante 17 anos, de Julho de 1952 a Novembro de 1969. Foi vítima dos custos crescetes associados aos navios mercantes de bandeira dos EUA e da falta de interesse real por parte dos seus armadores e do Governo americano.
Tem sobrevivido penosamente imobilizado e despojado de toda a sua grandeza, os inúmeros planos entretanto delineados para a sua recuperação, todos falhados. Permanece em Filadélfia, propriedadede de um grupo de entusiastas "Amigos do SS UNITD STATES", mas o espectro da sucata continua próximo. Um desperdício monumental este magnífico UNITED STATES de 1952. Merecia melhor sorte.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment