Wednesday, March 19, 2014

N/M CHAVES - o recluso da Matinha

A ponte-cais da Matinha, de tristes memórias associadas ao longo cativeiro do nosso belo Paquete FUNCHAL, que por lá esteve atracado de Setembro de 2010 a Junho de 2013, tem há quase um ano um pequeno residente, arrestado à espera de que alguém o compre, e ao que consta penhorado pelo Montepio Geral. 
Para além de recordar o armador NAVEIRO, que durante mais de 50 anos desenvolveu as suas actividdes com navios de carga nos tráfegos costeiros e de médio curso, a imagem do CHAVES imobilizado na Matinha, e dos seus companheiros de frota em Leixões, Figueira da Foz e no estrangeiro é um espelho da crise de transportes marítimos em Portugal. Agora e no passado recente de desmaritimizações irresponsáveis e tristes. 
Depois de 50 anos a navegar nas rotas da Europa, a Naveiro foi abaixo por uma variedade de razões que podemos resumir como problemas de falta de competitividade crescente e evolução da internacionalização dos transportes marítimos sem a participação de Portugal. A actual crise económica veio evidenciar e agudizar todas estas questões e a Naveiro acabou por encerrar a sua actividade. Alguns navios já foram vendidos para o estrangeiro, outros aguardam o destino, caso do CHAVES, ali na Matinha. Muito mais há a dizer sobre a Naveiro, os seus navios e a crise. Voltaremos ao assunto em breve.
Fotografia de Luís miguel Correia registada a 17 de Março de 2014.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment