Tuesday, April 01, 2014

40 ANOS DE DESMARITIMIZAÇÃO OU UMA VERDADE TRISTE EM DIA DE MENTIRAS





Bandeira nacional à popa do Paquete FUNCHAL - Fotografia de L. M. Correia de 31 de Março de 2014 

"Em face da contribuição valiosa da marinha de comércio para o progresso de um país como fonte geradora de riqueza; da acentuada evolução registada nos últimos anos no domínio da tecnologia do transporte marítimo, quer segundo tipos de navios quer quanto a suas dimensões, com reflexos em terminais e em equipamentos de movimentação de cargas; da sua importância como fonte de emprego e a especialidade de alguns problemas que a caracterizam e atendendo também a que a estrutura de qualquer organização se deve subordinar mormente aos fins que se pretendem alcançar, foi criada no Ministério do Equipamento Social e do Ambiente, pelo Decreto-Lei nº 203/74, de 15 de Maio, a Secretaria de Estado da Marinha Mercante. A esta Secretaria de Estado ficam essencialmente cometidas as funções de promoção do desenvolvimento e da eficiência da marinha de comércio e da garantia da segurança da navegação.
Para Secretário de Estado da Marinha Mercante foi nomeado, por Decreto nº 216/74, de 27 de Maio, o Vice-almirante António Tierno Bagulho e, posteriormente, pelo Decreto nº 344/74, de 23 de Julho, o Eng.º José Carlos Gonçalves Viana.
Reconhecido assim o notável contributo que a Marinha de Comércio pode prestar à economia do País, foi dado o primeiro passo para, no futuro, quando já atingir uma posição mais relevante a nível nacional e internacional se justificar, até por si só, a criação de um ministério da marinha mercante"

- Editorial do Boletim da Junta Nacional da Marinha Mercante, nº 87, de Setembro de 1974

Para comemorar o DIA 1 DE ABRIL, tradicionalmente considerado DIA DAS MENTIRAS, escolhi transcrever e comentar este editorial da JNMM publicado logo a seguir à queda da Segunda República em Abril de 1974. Porque a mensagem de esperança no desenvolvimento da Marinha Mercante foi uma mentira descarada. Independentemente do respeito pelos nomes dos dois primeiros Secretários de Estado da MM, referidos no Editorial, a verdade foi a destruição do sector, a verdade foram estes 40 anos de desmaritimização. O tema dá um livro... 
Para a Marinha Mercante o 25 de Abril resultou num logro cujos resultados dramáticos e estúpidos por desnecessários insultam a nossa inteligência e tradição de mar que nos vem sendo negada. Muito triste.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment