Tuesday, July 21, 2015

Chegada dos patrulhas DOURO e MONDEGO a Lisboa

Registou-se na manhã de Sábado, dia 18 de Julho de 2015, a chegada dos "novos" patrulhas DOURO e MONDEGO, que se juntam ao TEJO no Alfeite. Todos nomes de antigos contratorpedeiros portugueses. A atribuição de nomes de rios a classes anteriores de navios patrulhas portugueses reflectia nas gerações anteriores nomes e rios do Ultramar, caso da classe CACINE, de que restam ainda três unidades no activo.
A Marinha de Guerra Portuguesa assinou em Outubro de 2014, um contrato de compra de quatro navios patrulha Dinamarqueses do tipo STANFLEX 300, que se encontravam já desactivados. Vão ser reequipados e adaptados em função das necessidades operacionais da Marinha, no Arsenal do Alfeite, após o que serão afectos a missões de patrulha da nossa costa, substituindo as unidades da classe CACINE, que há muito ultrapassaram o seu período de vida útil e de restam o CACINE, o CUANZA e o ZAIRE, este em fabricos dispendiosos no Alfeite. Um quinto navio foi cedido para fornecer sobressalentes aos restantes.
A REBONAVE tem assegurado a operação de reboque oceânico destas unidades navais, em três fases, a partir da Base Naval Dinamarquesa de Korsor, na costa oeste da Ilha de Zealand, para a Base Naval do Alfeite. As três operações foram planeadas para decorrerem com uma só unidade rebocada, a primeira, e serem reboques duplos, as outras duas. As segunda e terceira unidades, os futuros N.R.P. DOURO e MONDEGO, foram entregues em segurança na Base Naval do Alfeite no passado dia 18 de Julho, após terem sido rebocadas pelo rebocador oceânico MONTENOVO. O trânsito, de cerca de 1.400 milhas, fez-se pelo canal de Kiel, pelo Mar do Norte e pela Biscaia e teve inicio a 3 de Julho. O apoio na manobra a partir da entrada da barra foi feita pelo rebocador POSEIDON, a partir de Cascais, e pelo MONTEMURO, já no estuário do rio Tejo, ambos da frota da REBONAVE baseada em Lisboa. As duas primeiras imagens são da Rebonave, cedida pela Revista de Marinha.
O Patrulha ZAIRE fotografado a 17 de Julho em reparação no Arsenal do Alfeite, onde está a ser renovado pelo que vai ser o derradeiro sobrevivente das 10 unidades da classe CACINE no activo. Entretanto os três ex-Patrulhas dinamarqueses aguardam verba para se dar início à modernização.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment