Friday, July 18, 2014

Draga-Minas NRP RIBEIRA GRANDE (M 402 )


Uma das minhas primeiras fotografias de unidades navais portuguesas, o antigo Draga-minas RIBEIRA GRANDE. Construído no estaleiro da CUF, actual NavalRocha, fazia parte de uma classe de quatro unidades inspiradas nos draga-minas ingleses da classe TON.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

5 comments:

João Celorico said...

Navio que tal como o São Roque, o Lagoa e o Rosário eu vi nascer e quase contribuí para esse nascimento. Porém, passados 20 anos, no 2º ciclo da Reserva Marítima,naveguei nele até Sesimbra, numa saída de fim de semana dos cadetes da Escola Naval. Os altos comandos da Marinha de Guerra, entenderam que nós, após 3 anos de embarque na Marinha Mercante, ainda não sabíamos o que era o mar!
Durante a construção destes navios, restos da grossa chapa de alumínio utilizada, eram aproveitados pelo pessoal operário para os mais variados fins. Cabos de facas, era um deles!

Cumprimentos,
João Celorico

Luis Miguel Correia said...

Caro João Celorico,

Obrigado pelo seu comentário tão interessante.
Cumprimentos do

Luís Miguel Correia

Leite de Magalhaes said...

tive o grato e inesquecível orgulho de fazer parte da tripulação enquanto cadete de 2º ano numa missão até ao funchal, creio que em 1992, tinha eu 18 anos.
se bem me recordo e dedico aos "filhos da escola" , "homens de ferro em navios de madeira!"
Leite de Magalhaes FM124

Leite de Magalhaes said...

tive o grato e inesquecível orgulho de fazer parte da tripulação enquanto cadete de 2º ano numa missão até ao funchal, creio que em 1992, tinha eu 18 anos.
se bem me recordo e dedico aos "filhos da escola" , "homens de ferro em navios de madeira!"
Leite de Magalhaes FM124

Leite de Magalhaes said...

tive o grato e inesquecível orgulho de fazer parte da tripulação enquanto cadete de 2º ano numa missão até ao funchal, creio que em 1992, tinha eu 18 anos.
se bem me recordo e dedico aos "filhos da escola" , "homens de ferro em navios de madeira!"
Leite de Magalhaes FM124