Wednesday, March 24, 2010

Paquete TIMOR da CNN

Uma bela manhã por volta de 1970, o paquete inglês ORIANA estava atracado à Gare Marítima de Alcântara, tapando completamente a vista para o Tejo para as centenas de visitantes que se aglomeravam na varanda da estação. 
Por mais interessante que fosse o paquete inglês, então um dos maiores do mundo, a atenção de todo aquele povo residia na espera de um navio mais pequeno, português, que era aguardado com tropas: o paquete TIMOR, da Companhia Nacional de Navegação, que ia atracar pela prôa do ORIANA, no cais entre a Estação Marítima e o Entreposto de Alcântara Sul, uma espécie de terra de ninguém onde se podia circular e que servia de reforço ao cais de Alcântara possibilitando a atracação de um segundo paquete.
Depois de muita expectativa, uma velhinha grita entusiasmada:
- "Olhó barco!!!!"
Era tão somente o rebocador AVEIRO a sair da zona de eclipse do ORIANA.
Ainda foram necessários uns bons segundos até aparecer, na ponta do cabo de reboque do AVEIRO, o nosso TIMOR,  a sair da mancha imponente do ORIANA.
Vagaroso, o nosso TIMOR lá atracou com a sua carga preciosa fardadade de verde...
Na altura tinha os meus 13 anos, era já um perito em barcologia de todas as espécies e fiquei indignado com a ignorância. Como é que se podia trocar um rebocador por um navio de passageiros e ainda por cima chamar "barco" à coisa. Hoje sei que era já o germe da Desmaritimização  Nacional no seio do Povo ignoto.
Construído em Sunderland para a carreira do Oriente, o TIMOR entrou ao serviço em 1951 com o seu irmão gémeo INDIA. Ambos prestaram bons serviços, e participaram no comércio ultramarino e na defesa daqueles territórios quando as grandes potências passaram a subsidiar a agitação armada fronteiriça. O TIMOR foi vendido no final de 1974 e ainda navegou para um armador de Singapura até 1984.
Mais informação e outra imagem do TIMOR aqui.
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment