Tuesday, August 16, 2011

O FUNCHAL e as canoas do Tejo

Com o encerramento dos terminais petroleiros da Matinha e de Cabo Ruivo, a zona portuária oriental de Lisboa perdeu a sua relação com os navios.
Com excepção da actividade intensa decorrente da EXPO de Maio a Setembro de 1998, são muito poucos os navios que hoje frequentam o canal de Cabo Ruivo ou atracam na antiga ponte-cais da Soponata. 
A Matinha tem sido usada para estacionamento de navios imobilizados e desde Setembro de 2010 que tem dado guarida ao paquete FUNCHAL, em fase de prolongados trabalhos de modernização. O FUNCHAL fotografa-se bem de terra, aproveitando a luz da tarde, mas andava há muito a tentar registar a sua presença no local a partir do rio, de manhã, para o fotografar iluminado correctamente, o que acabei por conseguir ontem, 15 de Agosto, durante a regata Atlântico Azul. Aqui ficam mais alguns testemunhos da beleza intemporal do nosso FUNCHAL e da harmonia que as embarcações tradicionais da MARINHA DO TEJO   têm conseguido emprestar ao rio e à sua memória.


Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment