Friday, April 26, 2013

Saídas de navios portugueses 1947


Anúncios de saídas de navios da Companhia Nacional de Navegação (CNN) e da Empresa Insulana de Navegação (EIN) publicados na edição de 20 de Junho de 1947 do vespertino lisboeta Diário de Lisboa. Relativamente aos navios da CNN ressaltam as saídas dos paquetes da carreira de África Ocidental e Oriental com data fixa a 7 de cada mês. Esta carreira era assegurada pela CNN e pela sua concorrente Companhia Colonial de Navegação (CCN), utilizando cada empresa 3 navios, todos muito antigos em vias de serem substituídos por 4 unidades maiores e mais rápidas em construção em estaleiros britânicos: o ANGOLA e o MOÇAMBIQUE para a Nacional, o PÁTRIA e o IMPÉRIO para a Colonial os quais entraram em serviço em 1948 e 1949 proporcionando melhorias significativas nas ligações Metrópole - Ultramar. Com as novas unidades em serviço os paquetes antigos foram quase todos vendidos para sucata, excepto o QUANZA e o LIMA que iriam navegar até 1968.
Voltando aos navios da CNN com saídas anunciadas para Julho e Agosto de 1947, o paquete NOVA LISBOA era o ex-terceiro ANGOLA, comprado em 1923 na Bélgica que em 1946 mudou de nome para a permitir que o primeiro dos paquetes da CNN em construção no Tyne se chamasse ANGOLA (1948-1974). De referir também a utilização dos cargueiros NACALA e CABO VERDE em carreiras para os Estados Unidos.
Por sua vez a Insulana utilizava o paquete LIMA na carreira das Ilhas desde 1923, tendo este navio efectuado a última viagem em 1968, quando foi substituído por um pequeno navio de passageiros e carga comprado à CNN, o LÚRIO que passou a ser o FAIAL da Insulana. O LIMA partilhava a linha dos Açores via Madeira com o CARVALHO ARAÚJO, maior e mais moderno, mas mais dançarino que o velho LIMA.

Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia
Post a Comment