Sunday, October 05, 2014

A bordo do ATLÂNTIDA 02











Olhares fotográficos e reflexos de uma viagem única no navio de passageiros português ATLÂNTIDA, acabado de comprar pela companhia Mystic Cruises e destinado a conversão para cruzeiros. Os interiores são mais de navio de cruzeiros do que de ferry inter-ilhas, o mesmo se podendo referir acerca dos mais diversos equipamentos instalados no ATLÂNTIDA, onde durante a construção, as mudanças de estados de alma do armador açoriano foram constantes, com resultantes modificações e no fim a recusa em aceitar o navio. Se a qualidade geral é óbvia para quem saiba de navios, o gosto associado a opções decorativas interiores é mais discutível.
Ver aqui outras imagens e textos dedicados ao navio ATLÂNTIDA, cuja história vimos acompanhando desde o início, com a encomenda a Viana do Castelo...
Texto e imagens /Text and images copyright L.M.Correia. Favor não piratear. Respeite o meu trabalho / No piracy, please. For other posts and images, check our archive at the right column of the main page. Click on the photos to see them enlarged. Thanks for your visit and comments. Luís Miguel Correia

3 comments:

Anonymous said...

Caro Luis Correia

Como se comportou o navio a nível de ruídos e vibrações? Algo a assinalar?

Ex ENVC

Abraço

Luis Miguel Correia said...

Caro ex-ENVC,

Durante as duas noites que dormi no camarote 615 nem pareceu estar-se num navio, muito estável e sem ruídos de fundo, nada, uma maravilha. O navio não apresenta vibrações e é muito silencioso, claro que não navegámos à velocidade máxima, creio que as máquinas não passaram dos 70% de rendimento. Apenas à popa no mar tive a sensação de muita potência contida, nada de vibrações significativas mas uma sensação de muita força relativa à fluidez de saída da água. Durante a viagem uma empresa especializada fez medições dos ruídos e vibrações para a Douro Azul ficar a conhecer melhor o seu novo navio e eventualmente ser melhorado o que for necessário...

Anonymous said...

O Alantida tem dois sistemas de estabilização activos

tem um sistema anti Heeling como este mas da marca Hoope

http://www.youtube.com/watch?v=qTFJ33WiK9E

e mais estabilizadores activos Rolls Royce Aquarius 50

http://www.rolls-royce.com/marine/products/stabilisation_manoeuvring/stabilisers/aquarius/index.jsp

fico contente por saber que funcionam na perfeição.

No Blog do amigo manuel fez uma comparação com o Lobo Marinho, o problema do Lobo marinho e que foi subremotorizado
Mesmo depois de alertado, o armador optou por uma motorização muito mais potente do que na realidade o navio necessitava! ja viajei nele logo quando era novo ainda nos ENVC e aquilo quando se rodava a mais de 60% da propulsão tremia por todo lado!
O objectivo seria poupar no desgaste do motor que nunca rodaria a mais de 60/70% e desta forma tmbem poupar combustível! Enfim.... o cliente manda!